F1

Hülkenberg informa à Lotus e põe outubro como prazo para fechar contrato para 2014, diz revista

Nico Hülkenberg já estabeleceu um prazo para concretizar um eventual acordo com a Lotus, de acordo com a revista inglesa 'Autosport'. O alemão espera assinar um contrato para 2014 ainda neste mês de outubro

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

Em grande fase nesta segunda fase da temporada 2013, Nico Hülkenberg se tornou peça chave no complexo mercado de pilotos da F1 para o próximo ano. Pouco satisfeito com a escolha que fez ao assinar com a Sauber no ano passado, o alemão se mostra cada vez mais ansioso para definir de uma vez seu destino. E a Lotus é a opção preferida, embora um eventual retorno à Force India não esteja totalmente descartado.

De acordo com matéria da revista inglesa 'Autosport', Hülkenberg já estabeleceu um prazo para fechar uma vaga para 2014 e que essa data final já foi informada à equipe preta e dourada. O negócio, entretanto, ainda depende de um acordo final com o grupo árabe de investimento Infinity, que recentemente adquiriu ações do time de Enstone.
Nico Hülkenberg deseja decidir logo futuro na F1 (Foto: Sauber)

"Eu quero ter alguma certeza quanto ao meu futuro. E não em novembro", disse o piloto, ao ser questionado sobre o prazo para finalizar um novo vínculo para 2014. "Precisa ser no final deste mês, com certeza. Há, obviamente, certo limite. Eu já tive uma experiência com isso em 2010 e não estou disposto a correr esse risco novamente", completou Nico, que perdeu a vaga na Williams para 2011, quando os ingleses assinaram com o venezuelano Pastor Maldonado.

Mas se realmente concretizar um contrato com a Lotus, Hülkenberg vai somar no currículo quatro equipes diferentes em cincos anos de F1. Ainda assim, o germânico insistiu que as mudanças não significam falta de lealdade. "Isso não é uma preocupação para mim", disse. "Talvez não seja o ideal, mas há um lado positivo, porque você pode levar consigo todas as coisas boas", acrescentou.

"Obviamente, em termos de consistência não é o melhor, mas as mudanças acontecem por alguma razão e é assim que é, então não há nenhum ponto de apreensão para mim", emendou o piloto.