Impressionado com avanço da Marussia na Bélgica, Kovalainen revela decepção com Caterham

Heikki Kovalainen já não esconde mais a sua insatisfação com a Caterham. A última queixa do finlandês foi pelo fato de ter sido batido pelos dois carros da Marussia no GP da Bélgica, no domingo (2)

Não é de hoje que Heikki Kovalainen demonstra insatisfação com a Caterham. Apesar de, às vezes, adotar um tom político para dizer que está feliz dentro do time de Tony Fernandes, o fato é que os últimos resultados estão deixando o nórdico desanimado.

Dessa vez, a decepção do experiente Kovalainen foi pela performance no GP da Bélgica, no último domingo (2), quando terminou em 17º, uma volta atrás do vencedor, Jenson Button, e foi superado por Timo Glock e Charles Pic, da Marussia.

Heikki Kovalainen não esconde sua insatisfação com a decadência da Caterham (Foto: Caterham/Facebook)

Em entrevista à emissora finlandesa MTV3, Kovalainen se mostrou impressionado com a Marussia e evidenciou, no tom das suas palavras, a sua decepção com o atual momento da Caterham. Segundo o nórdico, a equipe malaia desenvolveu o CT01 em velocidade bem menor em relação à concorrência.

“Nosso momento não tem sido bom. Outros [times] estão dando passos maiores que os nossos, com a diferença que [esses passos das outras equipes] são gigantes”, bradou Heikki, preocupado com o avanço, até então improvável, da Marussia.

“O fato de a Marussia chegar mais perto de nós é um fenômeno preocupante. Deveríamos estar bem longe deles. A atualização de Silverstone não deu certo, ou ela não correspondeu o suficiente”, acrescentou Kovalainen, cujo contrato com a Caterham se encerra no fim desta temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube