Impulsionado por ‘Drive to Survive’, GP dos EUA bate recorde em ingressos

Sucesso da série documental sobre a Fórmula 1 produzida pela Netflix impulsionou a venda de ingressos do GP dos Estados Unidos, que acontece no próximo dia 3. Público deve ser maior que o de 2016, que contou com show da estrela pop Taylor Swift. Gerente do circuito falou sobre esforços para manter corrida no calendário no futuro

A série documental 'Drive to Survive', lançada pela Netflix em parceria com a Fórmula 1 em março deste ano, começou a trazer impactos positivos na categoria. O GP dos Estados Unidos, que acontece no próximo dia 3 no Circuito das Américas, em Austin, teve um grande aumento na venda de ingressos, o maior desde a entrada da pista no calendário, em 2012.
 
O maior público foi registrado em 2016, quando 269.889 fãs comparecem ao evento que teve um show da cantora Taylor Swift no sábado. As vendas deste ano tiveram um aumento de 15% em relação ao ano passado, inclusive criando novos setores mais caros para cumprir com a demanda.
 
"Estamos vendo um grande interesse. Esta é a primeira vez desde o ano inaugural que as arquibancadas estão esgotadas. A única coisa que lamento é que a Netflix não tem comerciais, então não posso promover a corrida lá”, declarou Bobby Epstein, gerente do circuito.
Brendon Hartley (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
O anúncio do aumento das vendas de ingresso para o GP dos Estados Unidos é uma boa notícia que pesa em favor da corrida. O contrato de 10 anos chega ao fim em 2021, ao mesmo tempo em que a F1 planeja introduzir uma segunda corrida nos Estados Unidos, em Miami, ao redor do Hard Rock Stadium, casa do Miami Dolphins na NFL.
 
Em fevereiro deste ano, foi anunciado que o governo retirou o investimento que era necessário para Austin pagar a licença para receber a Fórmula 1.
 
"Estamos gastando mais dinheiro neste ano porque precisávamos construir mais estruturas para acomodar as pessoas, então, espero que alguém assine a papelada corretamente. COTA foi feito para a Fórmula 1. Trouxe o esporte de volta ao país e lhe deu uma casa. Lewis Hamilton diz que é sua pista favorita, não sei mais o que querem", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube