Indisposto, chefe desfalca Ferrari na final da temporada da Fórmula 1 em Abu Dhabi

De acordo com a imprensa italiana, o mal-estar de Mattia Binotto não tem nenhuma relação com a Covid-19

Mattia Binotto vai desfalcar a Ferrari no GP de Abu Dhabi deste fim de semana, última corrida da temporada 2020 da Fórmula 1. Mas, de acordo com a imprensa italiana, o mal-estar do dirigente não tem nenhuma relação com a pandemia do novo coronavírus.

Não será a primeira vez que Binotto falta a etapas da Fórmula 1 em 2020. A escuderia de Maranello adotou um esquema de rodízio dos funcionários e o dirigente ficou na fábrica para comandar os trabalhos voltados ao campeonato de 2021 nos GPs da Turquia e do Bahrein.

Mattia Binotto vai voltar para a Itália ao invés de ir para Abu Dhabi (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O dirigente de 51 anos esteve em Sakhir, mas ficou doente, confinado no hotel e foi aconselhado pelos médicos a descansar antes de voar. De acordo com emissora Sky Italia, Binotto deve voltar à Itália ainda na quinta-feira e vai supervisionar os trabalhos em Yas Marina à distância. Laurent Mekies, diretor-esportivo, comanda as atividades direto do circuito.

Às vésperas da última corrida da temporada 2020, a Ferrari soma só 131 pontos, 409 a menos que a campeã Mercedes. A escuderia italiana é apenas a sexta colocada no Mundial de Construtores, à frente somente de AlphaTauri, Alfa Romeo, Haas e Williams.

LEIA TAMBÉM
Entre ascensão, queda e recomeço, Pérez coroa carreira persistente com vitória histórica
Revés no GP de Sakhir deixa claro: falta cacife para Bottas ser um piloto de ponta real
Checo Pérez x Hermanos Rodríguez: quem foi o melhor mexicano na Fórmula 1?

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube