Insanidade, muitos destaques e hepta merecido de Hamilton: como foi GP da Turquia

Em meio a uma corrida maluca em um asfalto já sem aderência e ainda por cima molhado, Lewis Hamilton brilhou e conquistou o hepta da F1, mas outros tantos pilotos fizeram belas exibições

O GP da Turquia foi uma insanidade, cheio de ação e teve Lewis Hamilton fechando um merecidíssimo hepta. Fica até difícil listar todos os destaques em uma prova tão fantástica, mas seguem alguns que considerei interessantes:

Racing Point mandando muito bem na chuva. É interessante notar como, aparentemente, hoje em dia a chuva, apesar de nivelar o grid e permitir carros não tão rápidos performarem bem, não tem o mesmo efeito que tinha antigamente. Provavelmente isso é uma consequência da altíssima carga aerodinâmica atual. E a Racing Point se beneficiou muito da chuva, com Lance Stroll conseguindo sua primeira pole e liderando boa parte da prova. Fiquei triste por ele ter perdido tanto desempenho depois do segundo pit-stop, pois acho que ele merecia vencer. Seu companheiro de equipe, Sergio Pérez, fez uma excelente corrida e terminou em segundo.

A Ferrari novamente errou no pit-stop de Sebastian Vettel, o que por pouco não prejudica seu resultado frente a seu companheiro, Charles Leclerc. A chuva igualou bastante o desempenho de ambos e Vettel foi extremamente inteligente ao se posicionar tão bem na última volta para ir ao pódio aproveitando o erro de Leclerc na tentativa de ultrapassagem em Pérez.

Lance Stroll merecia sorte melhor na Turquia (Foto: AFP)

Agora hepta, Hamilton é um piloto excepcional em todas as condições e costuma brilhar na chuva. Parecia que não seria o caso na Turquia após a classificação e início da prova, mas eu estava enganado. Hamilton não só venceu com folga, mas chegou a dar uma volta em Valtteri Bottas, que teve dificuldades ao longo de toda a corrida.

Outro excelente piloto na chuva é Max Verstappen, que no fim das contas deixou a desejar, não pelo seu ritmo, que era fortíssimo, mas sim pela inconsistência e erros cometidos ao longo da prova. Só que é melhor errar agora, quando não tem condições de disputar o título, e utilizar a experiência para ficar mais forte no futuro, quando, assim espero, tiver um carro forte o suficiente para se tornar campeão.

Sei que a corrida foi movimentada do início ao fim, então decidi levantar quatro pontos que realmente se destacaram para mim. E pra vocês, quais foram os pontos positivos e negativos da corrida? Compartilhem conosco.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube