Justiça inglesa aceita apelação da Force India, e caso de roubo de dados volta a ser julgado em 2013

A justiça inglesa aceitou o pedido da Force India para rever alguns pontos do julgamento de roubo de propriedade intelectual da equipe indiana, que pede uma indenização maior que a multa estabelecida previamente

O caso de roubo de propriedade intelectual envolvendo a Force India e a Caterham ainda não terminou. A equipe indiana conseguiu na justiça inglesa o direito de ter o caso novamente julgado, no início do ano que vem, depois de não se sentir satisfeita com a decisão da corte em multar a escuderia rival em £ 21 mil.

O time de Vijay Mallya havia acusado a empresa Aerolab, de quem havia sido cliente, de pegar dados do seu projeto e usá-lo na construção do carro da Caterham, em 2010, na época chamada de Lotus. A justiça inglesa confirmou que houve o roubo de informações, mas aplicou uma multa de apenas £ 21 mil.

A justiça inglesa aceitou o apelo da Force India  (Foto: Force India)

O time indiano não ficou satisfeito com a decisão da corte por achar que mereça uma indenização maior, principalmente por ter sido obrigado a arcar com os custos do processo, no valor de £ 650 mil. Por isso, os representantes da escuderia recorreram na justiça inglesa pedindo que alguns pontos do caso fossem revistos.

Na última semana, a justiça concordou com o apelo da Force India e, agora, o tribunal de apelações vai decidir se é capaz de dar um ponto final ao caso ou se será necessário um novo julgamento.

“Isso agora vai para o tribunal de recursos, no início do ano que vem, e eles vão decidir se podem lidar com isso ou se precisa de um novo julgamento para certas partes do caso. O juiz de apelações autorizou irmos à corte, e ela precisa decidir se é competente para lidar com todo o caso ou se precisa refazer alguns elementos do julgamento”, declarou, o chefe da equipe interino, Bob Fernley.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube