Kobayashi sai em defesa da Renault e garante que fabricante vai resolver falhas: “Não estou preocupado”

De volta à F1 pela Caterham, Kamui Kobayashi saiu em defesa da Renault e afirmou que a montadora vai resolver a contento todos os problemas que atrasaram o programa técnico das equipes nesta semana, em Jerez de la Frontera

Kamui Kobayashi em Jerez (Foto: Getty Images)

Kamui Kobayashi, que acertou seu retorno à F1 por meio da Caterham, descartou preocupações quanto aos problemas apresentados pela Renault — que podem durar até o início da temporada da F1 em 2014 — apesar da semana conturbada em Jerez.

A fabricante francesa enfrentou uma primeira semana de treinos na Espanha desastrosa, com uma série de falhas que acabou por limitar o trabalho de suas equipes. Além da esquadra malaia, a montadora também fornece motores para Red Bull e Toro Rosso.

Mesmo tendo tido as atividades prejudicadas, o japonês afirmou que a Renault possui todos os recursos e habilidades para superar a má fase. "Não estou preocupado", disse o piloto. "Eles fizeram um grande trabalho nestes últimos anos, então não me preocupado." "Eles mencionaram antes de vir para cá que ainda estavam um pouco atrasados com o programa", completou.

"É muito importante ver o quanto eles vão trabalhar nestas duas semanas, com todos esses dados, e ver o quanto podem melhorar até o Bahrein. E se até lá tudo estiver bem, então vou ficar feliz", acrescentou o nipônico.

Dentre as equipes que utilizam os motores franceses, a Caterham foi o time que mais andou em Jerez de la Frontera, com 76 voltas em quatro dias, contra 54 da Toro Rosso e apenas 21 da Red Bull.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube