Norris critica geração de carros da F1 após mudança de regulamento: “Parecem F2”

Para Lando Norris, novo regulamento não dá margem para que os engenheiros usem a criatividade para projetar conceitos diferentes, e hoje todas as equipes tendem a seguir um projeto similar ao da Red Bull

Lando Norris acredita que o regulamento que explora o efeito-solo, introduzido em 2022, fez os carros da Fórmula 1 perderem suas características e, por isso, agora os bólidos se assemelham mais com os modelos de Fórmula 2. Segundo o titular da McLaren, a regra reduziu a criatividade dos engenheiros, que agora precisam seguir pelo mesmo caminho caso queiram ter um equipamento com bom desempenho.

A revisão no regulamento simplificou o desenho das asas traseiras e agora o principal componente que gera o downforce é o assoalho. As mudanças chegaram com o intuito evitar que o carro à frente jogue ar sujo em quem vem atrás, facilitando as perseguições e, consequentemente, as ultrapassagens.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Lando Norris preferia a geração passada dos carros da F1 (Foto: McLaren)

No entanto, para Lando Norris isso acabou gerando algo de negativo nos carros da F1, que agora têm projetos cada vez mais parecidos.

“Para os engenheiros é um desafio diferente. Algumas coisas são mais simples, outras não, mas acho que grande parte da filosofia é semelhante. Você tinha carros com rake alto e carros com rake baixo e havia coisas diferentes que você poderia fazer e essas coisas diferentes funcionavam. Agora, sinto que todos estão seguindo em uma direção, que é o que a Red Bull tem feito, então eu diria que é mais simples, mas também mais complicado entender como o assoalho funciona da melhor maneira possível”, disse o britânico.

A crítica de Norris não foi apenas aos projetos, mas também à dirigibilidade dos carros. Para ele, a geração passada era mais divertida de guiar.

“Os carros estão mais simples do que nunca, com as asas dianteiras e outras coisas. Quando você olha alguns anos atrás, como era mais complicado. O carro não parece tão incrível de dirigir como há alguns anos, como em 2019/2020, acho que os carros eram mais impressionantes do que são agora. Agora é um pouco mais parecido com um [carro] de Fórmula 2”, finalizou.

Entre os dias 25 e 27 de agosto a Fórmula 1 retoma suas atividades com o GP da Holanda, em Zandvoort, para a disputa da 13ª etapa da temporada 2023. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e em TEMPO REAL. Aos sábados e domingos, há ainda a transmissão em segunda tela, no canal 1 do GP no YouTube, em parceria com a Voz do Esporte.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.