Lauda brinca, diz que Force India rosa poderia ser “safety-car da parada gay”, mas reconhece “ideia genial”

Niki Lauda voltou com seu humor ácido. O austríaco brincou que a nova Force India, pintada de rosa, também poderia ser utilizada como “safety-car da parada gay”

 
O início da temporada 2017 da F1 também trouxe de volta o humor ácido de Niki Lauda. O austríaco, tricampeão mundial da categoria, ironizou a pintura repaginada da Force India, agora amplamente rosa.
 
“Podem até utilizar como safety-car na parada gay”, brincou Lauda durante transmissão da TV austríaca ORF.

A pintura da Force India causou sensações opostas em parte do público. Alguns fãs exaltam a originalidade da ideia, enquanto outros simplesmente não gostam do novo layout. De um jeito ou de outro, o novo patrocinador da Force India – a BWT, companhia de tratamento hídrico – certamente chamou atenção.

Sergio Pérez e a Force India rosa (Foto: Force India)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“A empresa austríaca [BWT] sabe o que está fazendo. Do ponto de vista do marketing, é uma ideia genial”, reconheceu Lauda.

 
Para se pintar de rosa, a Force India recebeu US$ 20 milhões, ou R$ 63 milhões. A negociação entre as duas partes já era conhecida desde meados de fevereiro, mas a mudança do carro para a cor rosa pegou o mundo da F1 de surpresa.
 
A BWT não é qualquer estranha ao automobilismo – e, sempre que se envolve, faz com que os patrocinados tenha que se vestir de rosa. É assim com os carros de Christian Vietoris e Lucas Auer no DTM, onde mantém patrocínio nos dois últimos anos.
 

GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube