F1

Lauda entende Hamilton, diz que F1 tem troféus feios há tempos e confirma: deu os seus em troca de lavagens de carro

Niki Lauda concordou com Lewis Hamilton a respeito da 'falta de beleza' dos troféus da F1 e confirmou uma lenda que existia ao seu respeito: ele trocou os seus por lavagens grátis de carro

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Lewis Hamilton andou reclamando da feiura dos troféus da F1. E o presidente não-executivo da Mercedes, Niki Lauda, concorda plenamente com seu piloto. O austríaco, tricampeão da categoria, inclusive confirmou uma lenda que existia ao seu respeito: trocou suas taças por lavagens de carro em um posto de gasolina.

De acordo com Hamilton e com Lauda, a maior parte dos troféus entregues aos vencedores é feia. No ano passado, o britânico fez pouco caso da taça do patrocinador que recebeu no pódio, que inclusive quebrou em sua mão, para exaltar o Troféu Turista. Este sim, digno de uma vitória no GP da Inglaterra, em sua opinião, concedido pelo Clube dos Pilotos Britânicos (BRDC).
É deste tipo de taça que Hamilton gosta: o Troféu Turista, entregue pelo BRDC (Foto: Getty Images)

Lauda falou, ainda, que o fato de os troféus serem feios é que é a tradição na F1. "No meu tempo, a maioria dos troféus era feia e, para mim, inútil. Eu já tinha a memória da corrida, não precisava do troféu. Lewis está certo. Os troféus deveriam ter certo valor, que você tem que gostar deles quando olha, e a maioria você não gosta nem na hora que ganha", argumentou em entrevista à BBC Radio 5 Live.

O piloto aproveitou para confirmar algo que se dizia a seu respeito: que deu seus troféus para o dono de um posto de gasolina. Em troca, lavava o carro de graça.


"Todos eles!", assegurou, aos risos. "O cara gostou bastante quando viu o meu primeiro troféu, e eu dei para ele, pela amizade. E eu disse que, se ele lavasse meu carro de graça pelo resto da minha vida, eu dava todos. E foi o que eu fiz."

Recentemente, as taças foram recuperadas e vendidas na internet. "O cara tinha eles até uns três anos, e então um amigo meu os viu lá. O cara morreu, infelizmente, e o filho dele estava tomando conta do posto de gasolina. Mas eles estavam tão empoeirados e mal cuidados lá que um amigo meu pegou de volta, poliu, e meus filhos colocaram no e-bay", contou.

"Agora eu preciso pagar para lavar o carro", admitiu.

Niki Lauda destacou que faz tempo que os troféus da F1 são ruins (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Na F1, Lauda venceu 25 vezes e foi ao pódio em um total de 54 oportunidades. No entanto, não foram todas as taças que ele levou embora. As da McLaren ficaram com a equipe, uma vez que faz parte da filosofia de Ron Dennis que os troféus pertencem à equipe, e não ao piloto. Este, no máximo, recebe uma réplica.

Aliás, isso ganhou as manchetes na época da saída de Hamilton da McLaren. Ele comemorou o fato de que, na Mercedes, teria permissão para levá-los embora.