F1

Lauda reclama de postura “inaceitável” de Verstappen no GP do México: “É uma causa perdida”

As atitudes de Max Verstappen dentro e fora da pista não caíram no gosto de Niki Lauda. De acordo com o tricampeão mundial, o piloto da Red Bull “tem um talento inacreditável, mas destrói isso com atitudes estúpidas”

Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
Niki Lauda não perdeu a chance de criticar a postura de Max Verstappen no GP do México deste domingo (30). O tricampeão não gostou da atitude do piloto da Red Bull, que bateu rodas com Nico Rosberg na largada. E era só o início de uma prova que ficaria marcada pelos incidentes com Sebastian Vettel. É o conjunto da obra de uma postura “inaceitável”.
 
“Nico claramente estava na frente, e Verstappen empurrou ele para fora da pista. Isso poderia ter custado o título do Nico, é inaceitável”, reclamou Lauda, falando ao ‘Motorsport.com’. “A culpa é do Verstappen, a pilotagem dele é muito agressiva. Ele precisa perceber isso em algum momento”, seguiu.
Max Verstappen causou polêmica no México (Foto: Red Bull Content Pool)
“Se Verstappen não pilotasse de forma tão agressiva, ele se desenvolveria muito mais. Ele tem um talento inacreditável, mas destrói isso com todas essas atitudes estúpidas. Ele nem percebe, pensa que está fazendo tudo certo quando não está. É preciso se acalmar”, opinou.
 
Verstappen coleciona polêmicas em 2016. Além do enrosco com Vettel no México, incidentes nos GPs do Japão, da Bélgica e da Hungria também marcam a temporada do fenômeno holandês.
 
E, como na vezes anteriores, Max retrucou as críticas, dizendo que Sebastian deveria “voltar para a escola”. Lauda não gostou da atitude.
 
“Não sei de onde essa arrogância vem. Eu não entendo, isso é uma causa perdida. A fúria dos outros pilotos fica cada vez maior”, completou.