Leclerc chega ao Brasil com punição no grid por troca de motor

Por conta do problema apresentado no fim de semana em Austin, a Ferrari optou por trocar componentes do motor de Charles Leclerc para o fim de semana do GP do Brasil. A expectativa é que o monegasco perca ao menos 10 posições no grid de largada em Interlagos

Se há uma certeza para o GP do Brasil de Fórmula 1 deste fim de semana, em Interlagos, é que Charles Leclerc não vai largar na pole-position. O monegasco, que largou 7 vezes na primeira posição na temporada 2019, vai sofrer uma punição no grid por conta da troca de motor que a Ferrari vai providenciar depois dos problemas sofridos pelo piloto no sábado do GP dos Estados Unidos. Ainda não se sabe se a Ferrari vai efetuar a mudança de todos os componentes da unidade de potência, mas a expectativa é que Leclerc perca, pelo menos, 10 posições.

No Texas, a Ferrari chegou a detectar um vazamento de óleo no motor de Leclerc, mas optou por trocar a unidade de potência por uma versão já usada para evitar que o dono do carro #16 sofresse uma punição. Charles terminou a corrida no Circuito das Américas em quarto, mas a mais de 50s atrás do vencedor, Valtteri Bottas.

 
“Charles vai ter um novo motor, já que o seu ficou avariado no sábado em Austin, o que determinou que um antigo, e com menos potência, fosse usado para o restante do fim de semana”, explicou Mattia Binotto, chefe da Ferrari, que mesmo assim confia em uma boa jornada do monegasco em Interlagos.
Charles Leclerc vai sofrer punição no grid do GP do Brasil (Foto: Ferrari)
“Montar uma nova unidade de potência implica ter punição no grid, mas deveremos ter uma performance normal na corrida e demonstrar um grande nível para terminar o ano em grande forma. Vai ser importante para confirmar que evoluímos com nosso carro para seguir com essa sequência no inverno. Sei que nossa equipe e os pilotos estão muito concentrados nisso”, completou.
 
Vai ser a primeira vez que Leclerc vai defender a Ferrari correndo no Brasil. O piloto exaltou a atmosfera do país e a empolgação dos fãs, além de recordar o legado de Ayrton Senna, que fez história em Interlagos.
 
“Não é só o povo do Brasil e sua paixão pelo esporte. Também foi a casa de Ayrton Senna, que é o piloto que talvez eu mais admirei. Teve muito talento, era especial. Este GP sempre vai me fazer lembrar seu legado”, comentou.
 
“É muito empolgante pilotar aqui. É uma volta curta que reúne uma grande combinação de curvas, com algumas retas. O traçado mudou um pouco ao longo das últimas décadas. Antes, sempre o escolhia para jogar com o PlayStation. A meteorologia, além disso, pode mudar muito, o que implica que a pista pode mudar dia após dia, oferecer desafios inesperados às equipes e mesclar o grid”, disse Charles.
 
O fim de semana do GP do Brasil também vai ser especial para Sebastian Vettel. O alemão vai fazer sua 100ª corrida pela Ferrari e não vê a hora de acelerar novamente na icônica Interlagos.
 
“No Brasil tudo pode acontecer”, exaltou o tetracampeão. “Não sei por que, mas há algo neste lugar, neste circuito, que o faz único. Cada ano temos alguma loucura, sempre acontece algo. É uma pista que se adapta bem ao nosso carro e na qual fomos bem nos últimos anos. Lembro o grande ritmo que tivemos lá com Kimi [Räikkönen] no pódio e, há dois anos, vencemos a corrida”, lembrou.
 
Vettel fez questão também de exaltar o fã brasileiro que costuma lotar as arquibancadas do autódromo paulistano. “No geral, é um bom lugar para nós e espero que siga sendo neste ano. O ambiente também é muito especial, os brasileiros são os fãs mais barulhentos do calendário. Você pode escutá-los ainda que esteja dentro do carro. Parece que estão no cockpit contigo”, complementou.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.
Paddockast # 41
MAIORES VITÓRIAS DE HAMILTON NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar