F1

Leclerc diz que carro da Ferrari exige “acerto extremamente preciso”, mas aposta em reação em 2019

Charles Leclerc apontou que o carro da Ferrari exige um acerto extremamente preciso para poder funcionar em seu melhor. O piloto de 21 anos considerou, no entanto, que a fábrica de Maranello tem tudo de que precisa para interromper a sequência vitoriosa da Mercedes

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Charles Leclerc acredita que a Ferrari tem tudo de que precisa para interromper a sequência vitoriosa da Mercedes, ainda que a SF90 demande perfeição. O monegasco avaliou que o time segue confiante em ter tudo que é necessário para vencer.
 
Neste início de temporada, a Ferrari até se mostrou competitiva, mas já coleciona quatro derrotas duplas para a Mercedes, que conseguiu dobradinhas em todas as corridas disputadas até aqui.
Charles Leclerc avaliou que Ferrari pode vencer se conseguir o acerto perfeito exigido pela SF90 (Foto: AFP)
Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #16: Devemos amar Senna acima de tudo e todos? E domínio da Mercedes torna F1 chata?

 Ouça no Spotify
 Ouça no iTunes
 Ouça no Android
 Ouça no playerFM

“Sim, dependendo das condições de pista, esse carro exige um acerto extremamente preciso para ser realmente rápido. Mas o potencial está lá”, assegurou Leclerc ao jornal monegasco ‘Matin’. “Na Austrália e na China, a Mercedes foi mais rápida, mas, no Bahrein, nós tínhamos o carro mais rápido e de novo em Baku nós tínhamos tudo nas mãos para ter o melhor carro outra vez”, considerou. 
 
“Em termos de tênis, dá para dizer que a Mercedes conseguiu uma quebra bem impressionante, mas é uma partida longa. Acho que tudo ainda está lá para nós vencermos. E o time também acredita nisso”, garantiu. “Podemos continuar melhorando nosso carro e, com o acerto certo, podemos vencer”, frisou.
 
Em seu primeiro ano de Ferrari, Leclerc disse ter notado o aumento do interesse das pessoas, especialmente por se tratar de um jovem piloto em um time consolidado. Algumas pessoas apontam que a intensidade do duelo entre o piloto de 21 anos e Sebastian Vettel é maior do que entre Lewis Hamilton e Valtteri Bottas na Mercedes.
 
“Eu notei que existem mais comentários sobre Vettel e eu nas redes sociais”, comentou. “De certa forma, posso entender isso”, seguiu.
 
“Hamilton e Bottas estão juntos há algum tempo, enquanto que a Ferrari trouxe um piloto jovem, e as pessoas estão acompanhando o que eu faço. Isso é natural”, considerou.
 
Por fim, Charles negou que sua reação ao erro que o tirou da briga pela pole-position no Azerbaijão tenha sido premeditada.
 
“Isso não é verdade”, respondeu. “Foi espontâneo, uma reação natural, não uma mensagem oculta. Eu sempre fui muito autocrítico, desde os tempos do kart”, completou.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.