Leclerc diz que derrota para Verstappen na Áustria “mudou postura” para vencer em Monza

Charles Leclerc jogou duro para não deixar Lewis Hamilton passar e assumir a liderança na Itália e, depois de vencer, confirmou que a derrota no GP da Áustria ajudou a crescer no momento decisivo

Foi muito difícil ver a disputa duríssima entre Charles Leclerc e Lewis Hamilton valendo a vitória na Itália e não se lembrar do monegasco perdendo sem muita resistência para Max Verstappen nas voltas finais do GP da Áustria. Leclerc falou disso e admitiu que, sim, a derrota doída em Spielberg mudou sua postura e a forma como entra nas disputas importantes das corridas. Assim veio a segunda vitória seguida.
 
Leclerc falou da importância da derrota para aprender a se postar de outra forma e, principalmente, comentou o fato de ter visto que os limites de agressividade estão crescendo em 2019.
Charles Leclerc sabia que teria de ser agressivo para vencer Lewis Hamilton (Foto: Ferrari)

"Desde a Áustria ficou claro que podemos ir um pouco além na hora de defender e atacar, então precisamos ser mais agressivos. Acho que a Áustria me ajudou no sentido de mudar minha forma de encarar uma disputa, acho que foi graças a isso também que venci hoje. Foi tudo obviamente no limite, mas estou feliz com uma corrida assim", disse.

 
O piloto da Ferrari explicou que ficou, sim, receoso quando tomou a advertência por bloqueio em cima de Hamilton, mas não acha que fez nada de ilegal na prova.
 
"Fiquei preocupado quando no rádio me disseram que eu tomei advertência por mexer na hora da frenagem. Honestamente, eu sabia que ele estava na direita, ele deu no freio um pouco mais cedo. Mas eu senti que deixei um carro de distância, não vi a imagem, mas tenho certeza que deixei. E é bom se pudermos correr assim, com disputas firmes", completou.
 

Paddockast #32
AS PISTAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube