Leilão de capacete de Vettel supera valor de peça de Senna e adquire R$ 273 mil para caridade

A peça usada pelo alemão na vitória no GP da Alemanha foi vendida por R$ 273 mil em um leilão, e todo o dinheiro recebido será doado para a fundação da Red Bull, que pesquisa lesões na coluna

A temporada 2013 da F1 já terminou, mas Sebastian Vettel conseguiu bater um novo recorde. Sem precisar sair de casa, o alemão viu o capacete usado na vitória do GP da Alemanha se tornar o casco mais caro vendido em um leilão da categoria ao atingir £ 72,1 mil (R$ 273 mil) e superar o recorde de Ayrton Senna de £ 71 mil (R$ 269 mil).

O tetracampeão, no entanto, não vai ver nada do dinheiro acumulado. É que ele já havia concordado em doar 100% do valor obtido à fundação da Red Bull, a Wings of Life, que tem um projeto de pesquisa de lesões na coluna cervical. O vencedor do leilão – cujo nome não foi divulgado – receberá, além do capacete, um certificado provando que a peça foi usada em uma corrida.

Sebastian Vettel vendeu o capacete usado em Nürburgring (Foto: Red Bull/Getty Images)

Além do capacete de Vettel, a fundação ainda leiloou dois elmos usados por Mark Webber, além de macacões dos pilotos. Ao todo, a entidade conseguiu reunir mais de £ 100 mil (R$  380 mil) para as pesquisas.

Quem se mostrou satisfeito com o valor arrecadado foi o chefe da fundação, Nick Wilson. O britânico disse que essa não é a primeira vez que vende peças da F1, mas não esperava uma resposta tão rápida como a deste ano.

“Este é o terceiro ano que leiloamos itens da F1, mas esse ano foi nada menos que incrível”, disse o dirigente. “Nós todos estamos chocados com a quantia obtida em apenas poucos minutos! Nós gostaríamos de agradecer Sebastian e Mark pelas doações e a Red Bull por apoiar o nosso trabalho”, declarou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube