Hamilton com Mercedes ‘mega diva’: Red Bull respira na Fórmula 1 2021?

Lewis Hamilton revelou que o W12 exige paciência e sensibilidade. Não é um carro de fácil acertou, e isso vem tomando tempo da Mercedes. Talvez seja o trunfo da Red Bull na temporada 2021?

Lewis Hamilton vem de duas vitórias no campeonato, descontou a diferença que tem para Max Verstappen para 8 pontos, mas admitiu que o carro da Mercedes se comporta de uma forma diferente dos modelos anteriores: é muito difícil achar o acerto correto. Daí o heptacampeão ter chamado o W12 de “mega diva”, lembrando o clássico apelido dado pelo chefe Toto Wolff a alguns projetos feitos em Brackley no passado.

De fato, em algumas corridas, a Mercedes sofreu com a configuração, sobretudo no GP dos EUA, onde era claramente favorita à vitória. A Red Bull pode respirar um pouco mais aliviada ao saber que nem sempre a rival encontra o ajuste fino?

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Ou não dá para levar em consideração a dificuldade dos alemães, principalmente diante de um motor tão poderoso quanto o da Mercedes?

O tema entrou em discussão com Victor Martins, Evelyn Guimarães e Pedro Henrique Marum.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar