Hamilton nega decepção por nova derrota para Verstappen e Red Bull: “Foram mais rápidos”

Lewis Hamilton entende que fez tudo o que foi possível, mas que seria muito difícil vencer uma Red Bull forte em todo o fim de semana de GP da França. O heptacampeão lembrou que Max Verstappen provavelmente teria uma vitória tranquila se não tivesse cometido o erro na primeira curva da prova

Verstappen arrisca na estratégia e bate Hamilton: os melhores momentos do GP da França (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Mesmo com novo revés no campeonato e nova derrota para Max Verstappen na temporada 2021, Lewis Hamilton deixou Paul Ricard com o sentimento de que fez tudo o que era possível no GP da França. O britânico e a Mercedes arriscaram em uma estratégia de uma parada. Em cenário inverso ao que foi visto no GP da Espanha, era a Red Bull que tinha mais ritmo, e a equipe taurina, junto com Verstappen, apostaram em dois pit-stops. Com melhor rendimento dos pneus médios nas voltas finais, o holandês não teve dificuldades para passar Hamilton, que vinha com pneus duros bem mais desgastados.

Em entrevista coletiva logo depois da corrida, Hamilton rejeitou qualquer resquício de decepção pelo resultado do último domingo, ainda que tivesse sido superado por Max na penúltima volta da corrida.

LEIA TAMBÉM
+Opinião GP: Mercedes prova do próprio veneno e põe Red Bull como força a ser batida
+WEB STORIES: A classificação da Fórmula 1 depois do GP da França, sétima etapa da temporada 2021

Lewis Hamilton entende que fez tudo o que foi possível no GP da França (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Não é nada angustiante. Acho que fizemos um ótimo trabalho hoje. Simplesmente não deu certo, mas eu, particularmente, não sinto… Não estou muito decepcionado. Acho que fiz o melhor trabalho que pude hoje e, é claro, havia coisas que poderíamos ter feito um pouco melhor, mas no geral eles foram mais rápidos do que nós durante o fim de semana, então é um reflexo verdadeiro do ritmo que eles têm”, admitiu

Questionado se a história do GP da França poderia ter sido diferente se a Mercedes tivesse respondido à Red Bull e também partido para uma estratégia de duas paradas, Hamilton entende que ainda assim seria muito difícil se manter à frente de Verstappen.

“Tenho certeza de que se olharmos para trás, certamente se tivéssemos parado antes, antes que eles tivessem parado, saindo na frente e na estratégia de duas paradas, provavelmente poderia ter vencido a corrida, mas ainda assim seria muito difícil”, reconheceu Hamilton.

“O ritmo deles era muito, muito forte. Consegui mantê-los afastados quando ele [Verstappen] estava atrás de mim, mas se ele não tivesse cometido o erro na curva 1 certamente teria liderado a corrida até o fim, provavelmente”, complementou.

Com o resultado deste domingo de GP da França, Verstappen ampliou a vantagem no Mundial de Pilotos e, com o triunfo e a volta mais rápida em Paul Ricard, agora o piloto tem 131 pontos, contra 119 de Hamilton, abrindo assim 12 tentos de vantagem com sete corridas disputadas.

A temporada 2021 dá sequência à maratona e parte para a segunda corrida seguida neste próximo fim de semana de GP da Áustria de Fórmula 1, que será disputado na casa da Red Bull, no Red Bull Ring. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar