Hamilton prevê que nem atualizações vão “reduzir diferença o suficiente” para Red Bull

Lewis Hamilton é bastante realista sobre a condição atual da Mercedes na luta contra a Red Bull. Diante de um Max Verstappen que “simplesmente está navegando na frente”, o heptacampeão entende que sua equipe vai precisar trabalhar muito para voltar à ponta da Fórmula 1

Verstappen aplica novo domínio e vence: os melhores momentos do GP da Áustria (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

A sonora derrota por 3 x 0 na rodada tripla da Fórmula 1 para a Red Bull nos GPs da França, Estíria e Áustria deixou Lewis Hamilton bastante cético sobre uma reação imediata. A ponto de o heptacampeão entender que nem mesmo as atualizações previstas para o W12 a partir do fim de semana do GP da Inglaterra vão surtir o efeito almejado, que é superar Red Bull e Max Verstappen, que parecem imparáveis neste momento na temporada 2021.

Pouco depois do GP da Áustria, em que terminou em quarto lugar depois de ter sofrido com um dano no chassi, algo que limitou bastante sua performance ao longo da corrida no último domingo (4), Hamilton foi perguntado sobre as novas atualizações para o carro e, mesmo assim, não se mostrou muito animado.

“Temos um pouco delas por vir, mas elas não vão reduzir a diferença o bastante. Precisamos trabalhar um pouco”, cobrou o piloto em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport. “Essas últimas corridas foram difíceis e, obviamente, ele simplesmente está navegando na frente. Então, não há realmente muito o que possa fazer sobre isso”, lastimou.

LEIA TAMBÉM
EXCLUSIVO: Promotor aposta em vacinação para tornar GP de São Paulo de F1 “símbolo da retomada”
+Por pandemia, GP da Austrália de Fórmula 1 é cancelado pelo segundo ano consecutivo

LEWIS HAMILTON; MERCEDES; ÁUSTRIA
Lewis Hamilton vai ficando cada vez mais longe de Max Verstappen no Mundial de Pilotos (Foto: LAT Images/Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Nas entrelinhas, Hamilton deixa transparecer que a Red Bull é, neste momento, imbatível. “Claro, estou orando por um cenário diferente na próxima corrida, mas se você olhar para o carro deles, ele está voando”.

Lewis fez até mesmo algo que nunca apreciou, o trabalho no simulador, para tentar algum salto de performance no último fim de semana na Áustria. Mas não deu certo. O heptacampeão apontou uma deficiência histórica dos carros da Mercedes no Red Bull Ring.

“Estamos dando absolutamente tudo de nós. Estive na fábrica nas duas últimas semanas, a cada semana de corrida tentei tirar o máximo que posso do carro. Mas nosso carro simplesmente não vai bem aqui [na Áustria] por algum motivo. Espero que possamos melhorar nas próximas”, completou.

Valtteri Bottas, segundo colocado no último domingo em Spielberg, lembrou que Silverstone pode entregar uma dinâmica um pouco diferente em razão das diferenças na comparação com o Red Bull Ring. Mas, ao mesmo tempo, o finlandês concorda com Hamilton sobre o quadro cada vez mais difícil para a Mercedes reverter em 2021.

“Corremos na mesma pista há duas semanas, e está claro que a Red Bull é mais rápida aqui, mas poderia ser diferente em algumas outras pistas. Acho que essa pista se adapta muito bem ao carro deles, mas eles não são lentos em nenhum outro lugar. Silverstone é completamente diferente, tem muito mais curvas de alta velocidade. Portanto, vamos ver”, disse.

“Depois disso, tudo ficará mais parado em termos de novas peças, mas vamos seguir lutando o máximo possível. Porém, sabemos que será difícil”, apontou o dono do carro #77.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar