Hamilton reconhece experiência dolorosa em Baku, mas garante: “Voltaremos mais fortes”

Lewis Hamilton diz que há pontos positivos a serem tirados do GP do Azerbaijão, em Baku, apesar de cruzar a linha de chegada em 15º lugar e não conseguir marcar pontos

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Depois de andar em terceiro por quase toda a prova no Azerbaijão, Lewis Hamilton parecia pronto para uma reviravolta espetacular ao ver seu rival pelo título e líder da corrida, Max Verstappen, sofrer um estouro no pneu traseiro e abandonar a etapa azeri, a apenas cinco voltas do fim. No entanto, mal podia esperar o piloto da Mercedes que, logo após da relargada, esbarraria no ‘botão mágico’ do W12 e não conseguiria tangenciar na curva 1. A vitória, então, ficou com Sergio Pérez.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em busca de pontos positivos, o heptacampeão destacou a maneira como sua equipe fez modificações no carro durante as difíceis sessões de treinos antes de encontrar uma boa solução para a classificação e a corrida.

“Acho que foram duas semanas ou duas corridas incrivelmente difíceis”, disse o britânico. “E eu acho que hoje é obviamente uma experiência dolorosa. Acho que a corrida foi realmente um golpe de azar. Mas Max também teve azar e esse tipo de coisa acontece.”

“Então, naturalmente, sinto muito por toda a equipe e vamos apenas nos reunir e tentar voltar mais fortes. Mas acho que há muitos pontos positivos a serem tirados do fim de semana em termos de onde nos recuperamos. Voltaremos mais fortes”, acrescentou.

Lewis Hamilton arriscou demais na relargada, perdeu a segunda colocação e terminou o GP do Azerbaijão na 15ª posição (Foto: Mercedes)

Questionado se estava preocupado com o fato de o vencedor de Baku, Pérez, levar pontos em sua batalha contra Verstappen, o dono do carro #44 previu um campeonato mais difícil daqui em diante.

“Quero dizer, o carro deles é incrivelmente rápido, então acho que sem dúvida os dois juntos vão tornar tudo mais complexo. Era o que esperávamos no início do ano. Então, vamos apenas manter nossa cabeça baixa”, declarou Hamilton.

+A classificação da Fórmula 1 após o GP do Azerbaijão
+Band derrota SBT e Record e chega à vice-liderança na audiência com GP do Azerbaijão

Além disso, Hamilton disse que o fracasso de Verstappen em marcar no Azerbaijão não diminuiu sua própria frustração. “É irrelevante, realmente não faz nenhuma diferença para ser honesto. E é muito difícil também porque perdi um amigo [Mansour Ojjeh] esta manhã e, portanto, apenas uma mistura de emoções. Mas vivemos para lutar nos outros dia”, concluiu.

Fórmula 1 volta em dois fins de semana, nos dias 18-20 de junho, com o GP da França.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar