Hamilton relata perda de 4 kg e massa muscular por Covid-19 durante isolamento

Lewis Hamilton trabalha após ter a musculatura prejudicada pela Covid-19. Heptacampeão revelou a perda de 4 kg por conta do vírus que contraiu semanas atrás

Três semanas após testar positivo para Covid-19, o heptacampeão mundial Lewis Hamilton deu mais detalhes sobre os efeitos do vírus, que o fizeram perder o GP de Sakhir, disputado duas semanas atrás.

Hamilton teve um teste negativo que permitiu que competisse no GP de Abu Dhabi, a última etapa de 2020, onde classificou e chegou no terceiro lugar, mas ele confessou não se sentia bem e criticou o negacionismo de líderes mundiais sobre a doença. Nas redes sociais, relatou perda de peso e massa muscular.

“Perdi 6 kg nos últimos dois meses, 4 deles quando tive Covid. Perdi muito massa muscular. Começo de baixo agora, não é divertido, mas estou determinado a me recuperar ficar 100% novamente. Sem dor, sem ganho¨, disse o inglês no Instagram.

Hamilton postou foto na academia e revelou perda de músculos. (Foto: Reprodução/F1)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O fim de semana também foi de premiação para Hamilton. O campeão foi escolhido como Personalidade Esportiva do Ano, em eleição feita pela BBC, repetindo o feito de 2014. Ele venceu a disputa contra o futebolista Jordan Henderson, o boxeador Tyson Fury, o jockey Hollie Doyle, o jogador de críquete Stuart Broad e o jogador de sinuca Ronnie O’Sullivan.

“Estive pensando em todos que votaram para me apoiar na última noite. Sou muito grato. Obrigado ao público britânico por mais esta honra. Significa muito vindo de vocês. Mando toda positividade. Obrigado a todos do fundo do meu coração”, também publicou Hamilton.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube