F1

Liberty Media pensa em mexer na formação do grid de largada e intercalar filas com três e dois carros em 2018

O Liberty Media está de olho em novidades para mexer com a F1 e, segundo o jornal alemão 'Bild', uma delas é a formação do grid de largada com filas intercaladas com três e dois carros a partir de 2018
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 A largada do GP do Japão (Foto: Mercedes)

O Liberty Media pensa em incluir alterações na formação do grid de largada entre as mudanças que pretende para o futuro da F1. De acordo com o jornal alemão 'Bild', a formação antes da corrida seria modificada para filas intercaladas com três e dois carros em 2018.
 
O plano, segundo a publicação germânica, é de ter a primeira fila composta por três carros, a segunda por apenas dois, a terceira por três, a quarta por dois e assim sucessivamente. Ou seja: as filas ímpares teriam três carros e as pares teriam apenas dois. A proposta tem como objetivo aumentar a competitivamente das largadas e também as possibilidades de acidentes.
A F1 pensa em ter uma primeira fila como a da Indy 500 (Foto: IndyCar)
"Estamos buscando maneiras de oferecer mais aos nossos fãs", disse Chase Carey, chefe da categoria.
 
A medida seria um meio do caminho entre o que a F1 tem hoje, com dois carros por fila, e a maneira como a MotoGP e as 500 Milhas de Indianápolis alinham seus pilotos, com três em cada uma das filas. No entanto, provavelmente a categoria teria de fazer algumas adaptações em pistas mais estreitas como Mônaco e Hungaroring.
 
A possível nova formação do grid foi a segunda polêmica envolvendo os novos donos da F1 do dia. Mais cedo, Ross Brawn defendeu a ideia de dar fim aos trabalhos de sexta-feira e esticar o calendário para 25 corridas.
 
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO