Longas retas do Canadá causam preocupação na Lotus: “Não esperamos estar em nosso melhor”

Pelos corredores de Enstone avaliação de que a Lotus deve enfrentar problemas devido ao desenho do Circuito Gilles Villeneuve parece ser unanimidade

A Lotus espera dificuldades quando começar a andar no traçado de Montreal, na próxima sexta-feira (6). 
 
O chefe-adjunto da equipe, Federico Gastaldi, foi quem assumiu que devido às longas retas do Circuito Gilles Villeneuve, o carro em franca ascensão da escuderia de Enstone poderá ter dias difíceis no Canadá
 
"Na pista, pode ser um desafio para nós, já que não parece ser uma pista que potencializa nossas atuais virtudes. Se é esse o caso ou não, descobriremos logo", disse.
 
Nick Chester, diretor-técnico da equipe, concorda que pode ser um fim de semana difícil, mas acredita que pelo menos os compostos de pneus disponíveis favorecem a Lotus.
Pastor Maldonado concorda que desempenho da Lotus deve preocupar na Venezuela (Foto: Stevem Tee/Lotus)
"Provavelmente será um pouco complicada. Por um lado, temos os compostos macio e super macio, o que deve ser melhor para nós. Por outro, o Canadá tem grandes retas, o que talvez não seja o melhor para nós", analisou.
 
Pastor Maldonado concorda com os chefes, e avalia que não dá para se esperar um grande momento do time no GP do dia 8.
 
"Pode ser um fim de semana difícil. Não esperamos estar em nosso melhor, simplesmente por causa do tipo de pneu e como entendemos nosso carro e seu desempenho de virtudes e defeitos", encerrou.
 
A Lotus tem oito pontos no campeonato, todos com Romain Grosjean, e ocupa a sétima colocação no Mundial, empatada com a Toro Rosso.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube