Lotus crê que bom desempenho de 2013 vai refletir em 2014: “E21 foi o único a chegar perto da Red Bull”

Em publicação no site da equipe inglesa, o diretor-técnico Nick Chester mostrou-se confiante com o carro projetado para a temporada que começa em março

A escuderia Lotus publicou em seu site oficial com uma pequena entrevista com o diretor-técnico Nick Chester. Divulgada na segunda-feira (6), a publicação destacou o trabalho da equipe no carro E22, que vai ser pilotado por Romain Grosjean e Pastor Maldonado no campeonato de 2014.

Chester se disse confiante com o desempenho para 2014. Questionado sobre a possibilidade de transferir parte do trabalho do E21 para o novo E22, o diretor afirmou que muitos conceitos serão mantidos.

Lotus até que chegou perto da Red Bull em algumas corridas no fim de 2013 (Foto: Getty Images)

"O E21 teve um grande final de temporada, competitivo, foi o único a chegar perto da Red Bull", falou. 

O engenheiro garantiu que o desenvolvimento do E22 parece ser promissor. Porém, destacou a falta de informação envolvendo o trabalho de outros times, já que será um ano cheio de novidades.

“É o primeiro ano com mudanças tão radicais, ou seja, cada time desenvolverá seus carros de maneiras diferentes. É fascinante para nós engenheiros e eu espero que assim seja para os fãs”, completou Chester.

A Lotus é ausência confirmada nos testes em Jerez, e apesar das palavras do diretor-técnico e da justificativa de que o atraso para apresentar o carro deve-se a um maior desenvolvimento, sabe-se que a equipe passa por dificuldades financeiras. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube