Magnussen diz que está na F1 para ser campeão, “não para terminar em sétimo”

Kevin Magnussen não tem paciência para passar uma carreira inteira no pelotão intermediário. O dinamarquês não vê a hora de ter a chance de brilhar na Fórmula 1, ao invés de lutar arduamente para ser o melhor dos pilotos de equipes médias

Kevin Magnussen virou um piloto consolidado no pelotão intermediário, mas ainda com grandes ambições no grid da Fórmula 1. O dinamarquês, partindo para o quarto ano de Haas e sétimo de F1, frisa que não faz questão de passar o resto da carreira brigando apenas por pontos, sem chances de vitórias ou títulos.
 
“Estou na Fórmula 1 porque meu sonho é ser campeão mundial”, disse Magnussen, entrevistado pela ‘BT’. “Meu sonho não é terminar no top-10. Não consigo me imaginar passando meus melhores anos correndo para terminar em sétimo. Se daqui 12 ou 15 anos eu decidir parar e meu melhor resultado for um segundo lugar, não vou me sentir particularmente orgulhoso disso”, continuou.
 
Em 103 GPs, o melhor resultado de Magnussen veio logo na estreia. Foi um segundo lugar pela McLaren no GP da Austrália de 2014. Trocado por Fernando Alonso na equipe britânica, o dinamarquês partiu para uma jornada breve pela Renault e, agora, uma mais duradoura com a Haas. O melhor resultado no Mundial de Pilotos até aqui foi um nono lugar em 2018, com os americanos.
Kevin Magnussen não planeja passar o resto da carreira no pelotão intermediário (Foto: Haas)

Mesmo que com dificuldades de se destacar, Kevin acredita que um dia pode voltar ao radar das grandes equipes da F1.

 
“É um processo duro, mas tomara que eu consiga ir para uma das grandes equipes se eu conseguir andar bem durante um longo período de tempo. Preciso ser consistente até abrir essa porta. Vai chegar um dia em que não vou acreditar mais que posso ser campeão mundial, mas ainda não cheguei lá. Eu também sonho em vencer Le Mans e Daytona, mas o sonho da F1 ainda é o que brilha um pouco mais”, encerrou.
 
Magnussen segue com a Haas em 2020, formando dupla com Romain Grosjean. A equipe, aliás, foi a primeira a revelar a pintura para a nova temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar