Magnussen nota avanço da McLaren em relação a 2013 e diz que MP4-29 “parece F1 de verdade”

Jenson Button e Kevin Magnussen acreditam que McLaren ainda precisa trabalhar para se equiparar às outras equipes, mas que potencial existe

A dupla de pilotos de McLaren está confiante quanto ao potencial do MP4-29, pelo menos é o que Jenson Button e Kevin Magnussen têm afirmado à imprensa nos últimos dias. Com um campeão mundial e um novato considerado dos grandes talentos de sua geração, a equipe de Woking teve poucos problemas de confiabilidade, especialmente se comparada às equipes de motor Renault, e demonstrou potencial para se tornar um carro veloz, mais próximo de Mercedes e Williams.
 
Apesar de novato na F1, Magnussen teve contato com o último carro da McLaren nos testes de jovens pilotos em Silverstone, na Inglaterra, em julho de 2013. Lá, pôde sentir os muitos defeitos do monoposto.

"Como equipe, ainda não estamos aonde queríamos, mas ainda temos mais a crescer. Nossos carros têm potencial, diferente do ano ano passado, quando você podia sentir os problemas enquanto guiava. Esse ano parece um F1 de verdade", disse Magnussen.

"Em termos de preparação, você sempre sente que um carro pode fazer mais. Se tivéssemos mais tempo, não iríamos parar! Mas, de uma perspectiva de pilotagem, acho que temos tudo no lugar certo para uma corrida. Não me sentiria desconfortável para começar um GP agora. Sinto que sei os procedimentos, sei o que é importante e no que focar num fim de semana de corrida. Isso é positivo", completou o dinamarquês.

Kevin Magnussen acredita que MP4-29 tem potencial (Foto: Getty Images)
Pés no chão como de costume, o último campeão mundial não chamado Sebastian Vettel demonstra confiança com o que o MP4-29 pode vir a ser, mas acredita que a McLaren ainda está atrás de outras equipes.
 
"Ainda temos muito trabalho a fazer. Acho que o carro ainda está aguardando adaptações. Os atualizações para a primeira corrida vão nos colocar um pouco mais perto de algumas outras equipes, pois ainda estamos atrás de algumas no momento. Provavelmente mais do que esperávamos, mas não estou preocupado. Definitivamente tem o potencial de um carro, parece muito forte. Temos um entendimento grande da unidade de poder e de como usar o ERS, mas, no momento, ainda precisamos trabalhar no ritmo de corrida. Ainda não somos rápidos o bastante, mas é sempre o caso quando você lança um novo modelo", falou o britânico.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube