Magnussen reforça críticas ao halo e apela para ‘visão do fã’: “O problema é conseguir reconhecer qual piloto está no carro”

Kevin Magnussen é um dos pilotos com mais críticas ao halo, e nesta segunda-feira (19) ele reforçou seu lado contrário ao dispositivo. Segundo o piloto da Haas, até o fã vai reclamar, quando perceber que 'não dá para saber qual piloto está no carro' graças à novidade obrigatória para 2018

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Crítico constante do halo, Kevin Magnussen segue argumentando contra o novo dispositivo, obrigatório na F1 a partir de 2018.

Desta vez, o piloto da Haas deu entrevista ao 'Motorsport' com um novo motivo para não gostar da proteção de cockpit – e alegou ser a 'visão do fã' do esporte.

"O problema é conseguir reconhecer qual piloto está no carro", disse o dinamarquês. Segundo ele, é muito difícil saber qual piloto está no bólido, mesmo com a diferença de cores entre as equipes e a numeração estampada no bico do carro.

Kevin Magnussen (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

"Assisti F1 minha vida toda e não consigo dizer quem é quem. Na televisão a mesma coisa. Isso não é bom", continuou Magnussen.

Para o dinamarquês, um momento complicado para o torcedor seria a primeira curva da pista, após a largada, quando os carros estão bem próximos. "Você não vai ter noção de quem é quem ali."

Magnussen já afirmou que o halo pode atrapalhar a visão na Eau Rouge, curva mais famosa de Spa-Francorchamps, além de ser "irritante e feio".

”VOCÊ TEM DE RESPEITAR”

EMOÇÃO GENUÍNA DE BARRICHELLO É EXEMPLO DE MOTIVAÇÃO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube