Magny-Cours anuncia que recebe Ferrari, Mercedes e Force India para treinos de novatos em setembro

Na semana seguinte ao GP da Itália, três equipes rumarão direto de Monza para Magny-Cours, na França, onde darão aos jovens pilotos que estão sob sua tutela a oportunidade de treinar com carros de F1

É ainda em 2012 que Magny-Cours voltará a receber a F1 – mas não uma corrida. O circuito confirmou, nesta quinta-feira (23), que vai abrigar os treinos para pilotos novatos entre 11 e 13 de setembro, na semana seguinte ao GP da Itália. Mas são apenas três as equipes que passarão pelo circuito: Ferrari, Mercedes e Force India.

Localizado na cidade francesa de Nevers, o autódromo estreou na F1 em 1991 e permaneceu no calendário até o ano de 2008, sediando um total de 18 GPs. Tal número faz de Magny-Cours a pista que mais foi palco de edições do GP da França.

O último GP da França viu uma dobradinha da Ferrari, com Felipe Massa e Kimi Räikkönen (Foto: Ferrari)

Diretor do complexo, Serge Saulnier mostrou alegria pelo retorno dos carros de F1 à Magny-Cours. “Nós trabalhamos sem descansar para melhorar a estrtutura, que acabou de ser homologada de acordo com os padrões da F1 para mais quatro anos, e eu estou certo de que as equipes e pilotos vão apreciar o trabalho que foi feito”, assegurou Saulnier.

A realização desta bateria de treinamentos é, para Saulnier, a oportunidade de o circuito mostrar que pode, sim, voltar a ser palco de um GP. “Somos candidatos a sediar futuros GPs da França, e será fantástico apresentar a pista e o know-how de nossa equipe para o alto-escalão da F1 que estará aqui”, afirmou o dirigente.

Williams, HRT e Marussia já realizaram seu teste com jovens pilotos, em Silverstone, em julho. Além desta bateria em Magny-Cours, haverá ainda uma terceira, em novembro, em Abu Dhabi, da qual devem participar as demais equipes.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube