Mais rápido do dia na Áustria, Wehrlein lamenta chuva, mas lembra: “Ao menos testei todos os compostos”

Pascal Wehrlein liderou o primeiro dia de testes coletivos da F1 na Áustria. O alemão lamentou não ter ficado tanto tempo na pista, mas valorizou a experiência com diferentes tipos de pneus

Pascal Wehrlein comandou as ações no primeiro dia de testes coletivos da F1 em Spielberg. Nesta terça-feira (23), o alemão cravou 1min11s005 e colocou a Mercedes na primeira colocação na tabela de tempos na Áustria.
 
O piloto lamentou a chuva que atrapalhou parte do teste, mas explicou que o dia não foi tão ruim assim.
 
“Foi um dia de bons e maus momentos. Infelizmente, o tempo atrapalhou um pouco nossos planos e não conseguimos cumprir todo o programa. Faltou um pouco de sequência nas nossas simulações de corrida”, disse.
 
Wehrlein valorizou a possibilidade que teve de testar com compostos diferentes de pneus, mas afirmou que não sabe dizer se o carro da Mercedes evoluiu.
 
“Por outro lado, foi bom que eu pude ver como o carro fica com todos os tipos de pneus. Pela experiência pessoal, foi um teste bem positivo. Falando do carro, eu realmente não tenho como dizer se melhorou desde Barcelona, não deu para ver”, falou.
Pascal Wehrlein liderou o primeiro dia de testes coletivos na Áustria (Foto: Mercedes)
O alemão encerrou comemorando o retorno à F1 e torcendo para que amanhã a pista esteja seca. Wehrlein testará com a Force India.
 
“Foi uma pena que eu não pude passar mais tempo na pista por causa das condições, mas foi ótimo ter voltado à F1. Estou ansioso para amanhã e espero melhores condições de pista para guiar pela Force India”, completou.
 
Wehrlein é o quarto colocado na temporada 2015 do DTM. O alemão anotou 32 pontos nas duas primeiras rodadas duplas do campeonato.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube