F1
08/07/2018 09:15

“Mais sábio, experiente e pronto para o desafio”, De Ferran exalta McLaren: “Uma equipe que tem muito talento”

Gil de Ferran é o novo diretor esportivo da McLaren e faz sua estreia no novo trabalho já neste fim de semana de GP da Inglaterra, na casa da escuderia de Woking. Feliz com a oportunidade e pronto para o desafio que já tem pela frente, o brasileiro ressaltou que a filosofia de autocrítica e melhora constante de si mesmo pode ser benéfica à McLaren. Mas o novo dirigente nega o rótulo de ‘salvador da pátria’: “Percebi muito cedo na minha vida que o sucesso nunca chega sozinho”
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Gil de Ferran durante o fim de semana do GP da Inglaterra de F1 (Foto: Twitter)

Um dos personagens mais requisitados para entrevistas neste fim de semana de GP da Inglaterra de F1 tem uma carreira gloriosa, é dono de dois títulos da Indy e de uma vitória nas 500 Milhas de Indianápolis. No começo desta semana, Gil de Ferran foi nomeado como novo diretor esportivo da McLaren, que promoveu uma reestruturação na sua liderança após o pedido de demissão do contestado Éric Boullier. Gil chega com as bênçãos do CEO e diretor-executivo Zak Brown, porém ciente do desafio que já tem pela frente. Mas o brasileiro nascido em Paris há 50 anos garante: “Estou mais sábio, mais experiente e pronto”.
 
Em entrevista coletiva em Silverstone, o ex-piloto e novo dirigente da McLaren falou sobre como encara o novo desafio da sua vida: de peito aberto, com disposição para melhorar de forma constante e ser um elemento importante para a recuperação do lendário time britânico. Mas o próprio Gil lembra que não chega como ‘salvador da pátria’ e que o sucesso jamais vem sozinho.
 
De Ferran disse que durante “o sucesso que tive atrás do volante e qualquer sucesso que tenho como um homem de negócios, acho que vim tentando entender quais os meus pontos fracos. Não tenho medo de olhar para o espelho e dizer: ‘Poderia ter feito melhor aqui, poderia ter feito melhor ali, o que preciso para melhorar?’”.
Gil de Ferran (ao centro) é o novo diretor esportivo da McLaren (Foto: Twitter)
Desde o começo, Gil valoriza o potencial dos profissionais da McLaren e não se furtou a elogiar o material humano com o qual começa a trabalhar junto.
 
“Percebi muito cedo na minha vida que o sucesso nunca chega sozinho, e você não tem sucesso por si só. Pouquíssimas conseguem alcançar muitas coisas na vida sozinhas. A maioria delas faz parte de uma equipe”, disse.
 
“Então, sabendo como formar uma equipe, trabalhar junto e fazer com que as pessoas se sintam focadas e motivadas e entenderem para onde estão indo, e aí se engajarem de verdade, porque as melhores ideias acho que vêm no meio da noite, quando você está pensando sobre todas as coisas boas para o dia a seguir. É assim que eu pessoalmente opero e essa é a filosofia que estou trazendo para o meu trabalho”, explicou Gil.
 
“Originalmente como um consultor para Zak, era como eu estava olhando as coisas. E vou continuar fazendo isso, mas com uma maior responsabilidade”, complementou.
 
O fato é que De Ferran se sente “pessoalmente mais preparado, mais sábio, mais experiente e pronto para o desafio” do que estava há 11 anos, quando foi um dos principais dirigentes da Honda na F1, além de ter vivido experiências no comando da sua própria equipe na American Le Mans Series e também na Indy. 
 
“Está claro para mim que a equipe tem muito talento. Para cima e para baixo, para onde quer que eu olhe, vejo caras espertos, caras que estão aqui há muito tempo, outros caras que são bastante novos, mas com certeza há muito talento e muita inteligência. Acho que a chave aqui é a comunicação, tendo clareza em certas coisas, e acho que isso vai ajudar no futuro”, declarou.
 
A respeito do que esperar para o futuro, De Ferran é cauteloso e prefere trabalhar dia após dia sem fazer previsões neste momento. “O pelotão do meio é bem apertado, mas nós estamos um pouquinho mais próximos na luta. Nós simplesmente temos de seguir focados. A única coisa que nós podemos controlar é a nossa performance, então apenas temos de seguir em frente”, concluiu o novo diretor esportivo da McLaren na F1.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Inglaterra de F1. Siga tudo aqui.