Maldonado admite erros, mas reclama de comissários: “Olhavam mais para mim do que para outros”

Pastor Maldonado não pretende adotar uma pilotagem mais cautelosa. Pelo contrário, vai continuar sendo agressivo ao volante, mas acredita que a experiência o afastará de problemas neste ano

Pastor Maldonado sabe que precisa se afastar dos problemas e da sala dos comissários para obter mais sucesso na F1, mas, embora admita que errou bastante, acredita que recebeu uma dose extra de atenção por parte dos comissários desportivos do Mundial. O venezuelano venceu o GP da Espanha, em maio. Depois de viver o maior momento de sua carreira, porém, entrou em uma descendente e se envolveu em vários acidentes até voltar a pontuar, dez corridas mais tarde, no GP do Japão, em outubro.

Nesse meio tempo, Maldonado recebeu muitas punições. Dono de um estilo de pilotagem bastante agressivo,especialmente após a vitória em Barcelona, o piloto não falou em se tornar mais cauteloso. Ele acredita que a experiência de alguém que está entrando em seu terceiro ano na F1 será fundamental para que o rótulo de ‘batedor’ seja, enfim, deixado para trás.

Maldonado sai da pista e abandona o GP da Austrália (Foto: Getty Images)

“Agora eu tenho mais experiência. Todos podem ter um momento difícil. Ao mesmo tempo, eu tive momentos ruins com os comissários, porque, depois que eu tive alguns incidentes, eles talvez olhassem mais para mim do que para os outros”, disparou o piloto da Williams desde 2011. “Mas você aprende a partir de seus erros”, ponderou. “Tenho mais experiência agora, estou mais relaxado e ansioso para ficar longe dos comissários…”

“Talvez eu estivesse forçando demais. Eu não percebi que o carro não tinha performance para vencer todas as corridas”, admitiu. “No passado, eu estava sempre brigando por vitórias e a F1 é completamente diferente. Às vezes, você precisa ficar feliz com um décimo lugar”, completou o sul-americano.

O começo de 2013, embora sem polêmicas envolvendo os comissários, está sendo difícil para Maldonado. Ele não completou nenhuma das duas corridas disputadas até aqui, após rodar sozinho no GP da Austrália e deixar o GP da Malásia antes do fim com um problema no Kers. Além disso, o venezuelano precisará lutar com um fraco FW35 para tentar alcançar a zona de pontuação com alguma frequência neste campeonato.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube