Maldonado diz que teve problema com embreagem na largada e admite erro em toque com Glock

Pastor Maldonado afirmou que teve um problema com a embreagem do FW34 e, por isso, queimou a largada. Venezuelano também admitiu que errou na relargada, tocou Timo Glock e abandou a corrida após quebrar a asa dianteira

► Quer concorrer a 2 prêmios da Mercedes? Participe já da promoção
► Red Bull procura maior kartista amador do Brasil. Veja como participar


Pastor Maldonado teve um fim de semana para esquecer em Spa-Francorchamps. Após conquistar o terceiro lugar no grid de largada da Bélgica, o venezuelano foi punido por bloquear Nico Hülkenberg no Q1 e caiu para a sexta colocação.

Como isso não bastasse, o piloto da Williams queimou a largada neste domingo (2) e aguarda uma provável punição dos comissários da FIA (Federação Internacional de Automobilismo). Pastor também foi tocado no acidente provocado por Romain Grosjean nos primeiros metros de Spa, mas conseguiu seguir na prova.

Na relargada, no entanto, Pastor tocou Timo Glock e abandonou a disputa após quebrar a asa dianteira do FW34.

Em entrevista à TV britânica, Maldonado revelou que teve um problema com a embreagem na largada e, por isso, saiu prematuramente. “Tive um problema na embreagem e, por isso, queimei a largada”, justificou. “Na primeira curva, eu não sei o que aconteceu, alguma coisa bateu atrás de mim, algum piloto”, continuou.

O companheiro de Bruno Senna também reconheceu que errou após a saída do safety-car e assumiu a culpa pelo toque com o piloto da Marussia. “Com Timo Glock, na relargada, depois do safety-car, foi por causa do pneu frio e eu quebrei a asa dianteira. Por isso, parei”, concluiu.

 A análise completa da temporada 2012 da F1 e a previsão de Flavio Gomes para o restante do Mundial na REVISTA WARM UP. Clique aqui

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube