Maldonado revela problema no Kers e afirma que pódio era possível no GP de Abu Dhabi

Pastor Maldonado afirmou que poderia ter terminado no pódio na Marina de Yas se não fosse a quebra do Kers. O piloto, depois, se envolveu em um acidente com Mark Webber, a quem considerou culpado pelo toque

Desde a vitória no GP da Espanha, em maio, que Pastor Maldonado não terminava uma corrida da F1 entre os cinco primeiros. No entanto, o resultado do venezuelano poderia ter sido ainda melhor neste domingo (5), em Abu Dhabi. O piloto revelou que o Kers do carro da Williams parou de funcionar logo depois da entrada do primeiro safety-car – quando ocupava a terceira colocação – o tirando da briga pelo pódio.

“Eu estou frustrado porque hoje perdemos o pódio. O carro estava muito forte, assim como nosso ritmo de corrida, mas acabamos perdendo o Kers logo depois do primeiro safety-car, então fui efetivamente prejudicado. Por isso, passei toda a corrida tentando me defender, para não ser ultrapassado pelos outros carros”, declarou.

Maldonado lamentou a quebra do Kers em Abu Dhabi (Foto: Williams)

“É muito difícil quando se tem um problema no carro, principalmente nesta pista”, completou o venezuelano que mesmo assim conseguiu salvar o quinto lugar.

Por causa da quebra do Kers, Maldonado se tornou presa fácil e perdeu uma série de posições. Quem não conseguiu se aproveitar foi Mark Webber. O piloto da Red Bull acabou tocando no venezuelano, rodando em seguida. O bolivariano lamentou o incidente, mas afirmou que o australiano só deve ficar chateado com si próprio.

“Eu acho que Mark teve muito azar porque ele tentou me ultrapassar pelo lado de fora, mas tocou no pneu dianteiro direito e rodou. Eu estou triste por ele, mas foi uma manobra de risco extremo”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube