Marko diz que McLaren errou ao dispensar Honda e cutuca Alonso: “Queria atacar a Red Bull, mas estava atrás da Toro Rosso”

Sem papas na língua, Helmut Marko, consultor da Red Bull, criticou a McLaren por ter trocado a parceria com a Honda pela Renault a partir desta temporada. Na visão do dirigente austríaco, a equipe britânica continua com um desempenho ruim de velocidade em reta mesmo com a unidade motriz francesa. Marko aproveitou a deixa para cutucar Fernando Alonso e ressaltar o resultado da Toro Rosso no Bahrein

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A decisão da McLaren em romper a parceria de três anos com a Honda para assinar com a Renault — e assim, satisfazer Fernando Alonso — é vista por Helmut Marko como um erro estratégico. O consultor austríaco entende que a escuderia de Woking não mudou seu patamar em termos de performance, ainda que esteja em terceiro, dois pontos à frente da Red Bull no Mundial de Construtores. O dirigente ainda aproveitou para alfinetar o bicampeão.

 
Marko recordou o resultado do GP do Bahrein no último domingo. Ainda que a Red Bull tenha abandonado a prova com Daniel Ricciardo e Max Verstappen, a marca dos energéticos teve uma grande alegria ao ver Pierre Gasly cruzar a linha de chegada em quarto lugar com a Toro Rosso no Bahrein, duas posições à frente de Alonso. Contudo, no GP anterior, na Austrália, Fernando terminou logo à frente de Max Verstappen, em quinto.
 
Foi o que bastou para o consultor taurino ironizar as declarações do espanhol, que disse ter como objetivo lutar contra a Red Bull para levar a McLaren a ser a terceira força da F1. Na visão de Marko, tal cenário ainda é bastante improvável.
Helmut Marko não perdeu a chance de cutucar Fernando Alonso (Foto: Reuters)
“O senhor Alonso queria atacar a Red Bull, mas estava atrás da Toro Rosso”, disparou Helmut em entrevista veiculada pela revista alemã ‘Auto Motor und Sport’. “Não foi só o motor Honda que os tornava lentos, eles continuam sendo os últimos de velocidade de reta com o motor Renault”, analisou.
 
O speed trap da sessão classificatória do GP do Bahrein mostra que o último colocado na lista das maiores velocidades finais foi Stoffel Vandoorne, com 310,7 km/h. Curiosamente, a relação apresenta Max Verstappen em penúltimo, com 314 km/h aferidos, 0,2 km/h mais lento que Fernando Alonso, 18º na mesma lista.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

No fim das contas, Marko apontou os motivos pelos quais acredita que a McLaren errou ao deixar a parceria com a Honda. “Eles não só perderam um motor que está melhorando cada vez mais, mas também perderam muito dinheiro”.

 
A montadora japonesa vem sendo bastante elogiada pela cúpula da Red Bull e já vem sendo apontada como a futura fornecedora da equipe tetracampeã a partir de 2019. O vínculo atual com a Renault, que tem seus motores rebatizados como Tag Heuer, vence ao fim desta temporada.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da China, terceira etapa da temporada 2018 do Mundial de F1.
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube