Marussia confirma parceria com Ferrari e passa a receber motores e câmbios italianos em 2014

O time russo, entretanto, mantém um acordo similar com a McLaren para o desenvolvimento da aerodinâmica e o uso do túnel de vento. Portanto, não há um conflito de interesses com ambos os acertos

A Marussia confirmou no início da manhã desta terça-feira (16) que vai usar motores Ferrari a partir da próxima temporada da F1. O acordo já havia sido especulado há algum tempo e foi finalmente anunciado de forma oficial pela equipe russa. Além dos propulsores, o time também vai receber sistema de câmbio e sistema de recuperação de energia da fabricante italiana.

O diretor-executivo da equipe, Andy Webb, se mostrou satisfeito com o acerto e afirmou que isso é uma forma de comprovar que a Marussia tem planos de continuar na F1 por muito mais anos.

A Marussia confirmou o acerto com a Ferrari (Foto: Getty Images)

“A importância desse acordo para nossa equipe não pode ser menosprezada. Isso não vai apenas nos beneficiar como cliente da fornecedora de motores mais vitoriosa da história da F1, mas também vai dar uma nova confirmação, se necessária, do nosso compromisso com este esporte e nossa determinação em progredir nossas ambições em longo prazo”, disse.

O dirigente disse, ainda, que é importante para a equipe contar com o apoio de uma montadora como a Ferrari em um momento que a F1 muda de forma brusca o regulamento, com a chegada dos novos motores 1.6 L turbo a partir do próximo campeonato.

“O novo regulamento de motores que será introduzido no ano que vem representa a mudança mais substancial no esporte desde a introdução dos V8 e é ainda mais significante pelo aumento da contribuição do sistema de recuperação de energia. Estamos ansiosos em poder trabalhar com a Ferrari nesta nova era da F1”, acrescentou.

Webb, por fim, ainda lembrou a Cosworth, de quem a Marussia recebia motores desde que estreou na F1. O diretor afirmou que a fornecedora foi essencial para que o time evoluísse nos últimos anos e, por isso, ainda espera alcançar todos os objetivos até o fim da parceria, na conclusão do atual campeonato.

“Nós também gostaríamos de aproveitar essa oportunidade para agradecer a Cosworth, com quem tivemos uma parceria desde nossa estreia em 2010. Nós dividimos uma importante parte da história da equipe, e a Cosworth tem sido parte integral da nossa clara evolução. Vamos continuar trabalhar juntos até o fim da temporada para garantir que alcançamos todos os nossos objetivos antes que eles deixem o esporte”, encerrou.

Embora a Marussia tenha fechado uma parceria técnica com a Ferrari, ela também continua com um acordo similar com a McLaren. A diferença é que enquanto vai receber o câmbio e o motor dos italianos, o acerto com os ingleses é para desenvolver a aerodinâmica, por isso não há conflito de interesses.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar