Marussia não esconde preocupação com duelo pelo décimo lugar do Mundial com Caterham

John Booth, chefe da equipe da Marussia, elogiou o desempenho da equipe ao longo do ano, mas não deixou de mostrar preocupação com a disputa com a Caterham pelo décimo posto do Mundial de Construtores

A Marussia não escondeu a preocupação com a meta de se manter à frente da Caterham no Mundial de Construtores até o fim da temporada. Embora não tenha conquistado ponto algum em 2012 até o momento, a equipe inglesa soma melhores resultados que a rival e ocupa no momento do décimo posto do campeonato. Ainda assim, John Booth, chefe da equipe de Timo Glock e Charles Pic, afirmou que a batalha contra a adversária malaia está aberta e acirrada.
 

Marussia é a décima colocada do Mundial de Construtores (Foto: Marussia/ Lorenzo Bellanca/LAT Photographic)

"A corrida da semana passada, em Abu Dhabi, serviu para mostrar a nossa real condição de várias formas e nos serviu também para assegurar a décima posição no campeonato, mas não podemos controlar tudo o que acontece na pista, especialmente no que diz respeito ao nosso duelo particular com a Caterham", explicou. "Temos de continuar a fechar essas lacunas e encontrar um ritmo melhor, para que possamos permanecer à frente de deles", completou.

Booth se mostrou também contente com a evolução apresentada pela Marussia em 2012 e afirmou que um dos únicos pontos fracos da equipe esteja realmente na ausência do Kers, recurso já bastante utilizado pela Caterham. "Nós chegamos muito perto nas últimas corridas, apesar deles terem a vantagem do Kers, mas vamos continuar progredindo até a bandeirada final, em Interlagos", acrescentou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube