Massa assina acordo com Williams para 2017 e abdica da aposentadoria por causa de ‘efeito Rosberg’

Felipe Massa levou apenas poucos dias para decidir largar mão da aposentadoria e aceitar a proposta feita pela Williams para ocupar o lugar de Valtteri Bottas em 2017, pode confirmar o GRANDE PRÊMIO. O finlandês é o nome mais cotado para assumir o cockpit deixado por Nico Rosberg na Mercedes

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Felipe Massa é o 'novo' piloto da Williams para 2017. O GRANDE PRÊMIO pode confirmar que o brasileiro assinou o contrato na segunda-feira, 19 de dezembro, e vai voltar à casa que deixou há pouco menos de um mês na condição de aposentado.

 
O retorno de Massa à F1, um dos mais espantosos da história, se dá única e exclusivamente por conta da aposentadoria de Nico Rosberg, o recém-campeão que também resolveu que a categoria — e o automobilismo — não lhe eram mais suficientes.

Se fosse a Williams, você teria apostado nele? Falando em apostas, aqui tem um código promocional da SportingBet para você.

Entende-se que Massa tenha imposto uma cláusula no acordo: a que invalida seu retorno caso Valtteri Bottas não seja escolhido pela Mercedes como o substituto de Rosberg. O valor é aquele que o GRANDE PRÊMIO divulgou dias atrás: € 6 milhões, ou R$ 21 milhões convertidos.
Felipe Massa recebe abraço de Claire Williams no último GP da vida na F1 (Foto: Williams)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A Williams precisava ir ao mercado buscar um piloto experiente por uma série de razões. Uma delas, o patrocínio-máster da Martini. O GP apurou que a marca de bebida alcoólica não pode fazer propaganda com 'atores' abaixo dos 25 anos de idade, algo que é proibido pela legislação de vários países – inclusive no Reino Unido. Portanto ter Lance Stroll, 18, ao lado de outro novato significaria que a principal mecenas da equipe não poderia usar qualquer um dos dois pilotos para fins de publicidade e imagem.

 
Massa estava viajando com a família em férias, mas o período sabático da F1 foi curtíssimo. O anúncio deve ser feito assim que a Mercedes confirmar Bottas.
TONY KANAAN COMO VOCÊ NUNCA VIU: ASSISTA AGORA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

O 'efeito Rosberg'

A equipe alemã, por sua vez, foi pega de surpresa pela decisão de Rosberg e teve de correr contra o tempo para definir quem será o piloto que vai dividir os boxes com o tricampeão Lewis Hamilton. Inicialmente, a esquadra chefiada por Toto Wolff foi atrás de Nico Hülkenberg. Mas a Renault negou qualquer possibilidade de liberar o piloto, que havia acabado de tirar da Force India. 
 
Mas os atuais campeões também pensaram alto e não deixaram de considerar Fernando Alonso, apesar de uma gorda e consequente multa rescisória. O espanhol, entretanto, tratou logo de colocar fim aos rumores, dizendo que seu plano é mesmo seguir com a McLaren, na tentativa de buscar o tricampeonato.  Os jovens Esteban Ocon – membro do programa da Mercedes, incluisve, e Carlo Sainz também figuraram nos sonhos dos alemães, mas nada disso foi para frente.

Havia as opções do própria Massa e do aposentado Jenson Button. Também não houve evolução. Sobraram, então, opções mais óbvias. E a primeira delas é Pascal Wehrlein – igualmente no programa de jovens pilotos da montadora e reserva do time. Só que Pascal não detém a fé de seus chefes, que foram atrás de alguém mais experiente: Bottas.

Ainda que o finlandês não seja mais aquele que chegaram a dizer que seria o novo piloto da Ferrari e futuro campeão do mundo. Não é tão tímido quanto Wehrlein, mas não tem uma personalidade das mais carismáticas e cativantes. É apadrinhado por Wolff, é o atual primeiro piloto da Williams e é a opção principal da Mercedes. E deve ajudar a manter a paz no trato com Hamilton, algo que a cúpula da equipe prateada também deseja, após três temporadas de intensa rivalidade entre o inglês e o alemão.

A Mercedes, por enquanto, segue calada. A esquadra já disse não pretende fazer nenhum anúncio neste fim de ano.  E prometeu que, qualquer novidade, só virá a tona depois do dia 3 de janeiro, quando retorna ao trabalho.

GRANDE PRÊMIO MELHORES DO ANO 2016

A votação vai até o dia 22 de dezembro, e os vencedores serão anunciados em matérias especiais no GP. Participe da eleição dos Melhores do Ano.
 

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube