F1

Massa culpa Alonso por toque e furo de pneu que “destruiu chance de resultado melhor” no GP dos EUA

Felipe Massa afirmou que a culpa pelo furo de pneu que sofreu na parte final da corrida foi de responsabilidade de Fernando Alonso, que o tocou a quatro voltas do fim para assumir a sexta colocação. O espanhol, por outro lado, afirmou que a colisão não passou de um incidente de corrida

Warm Up / Redação GP, de Curitiba

Depois de ser ultrapassado nas voltas finais por Fernando Alonso, Felipe Massa afirmou que o espanhol bateu em seu carro e causou um furo de pneu que "destruiu" as chances de um melhor resultado no GP dos EUA, em Austin, neste domingo (23). 
 
O brasileiro da Williams vinha na sexta colocação na parte final da corrida, quando Alonso o alcançou. O piloto da McLaren tocou no carro inglês e acabou jogando Felipe para fora da pista, provocando um furo de pneu. O asturiano eventualmente ainda chegou em quinto, superando Carlos Sainz nos giros seguintes. Massa, no entanto, entende que poderia ter conseguido algo melhor não fosse o incidente com o ex-companheiro de equipe. O brasileiro cruzou a linha de chegada em sétimo.
 
"Eu já estava contornando a curva e ele simplesmente mergulhou por dentro", disse Felipe aos jornalistas. "Eu estava entrando na curva e ele veio e bateu no meu carro. Aí eu tive um furo de pneu", completou.
Felipe Massa culpou Alonso por toque em furo de pneu em Austin (Foto: Williams)

"Ele destruiu qualquer chance de melhor resultado. Então, acho que sim, a batida foi responsabilidade dele", acrescentou.
 
Alonso, por sua vez, acredita que o toque foi apenas um incidente de corrida. "Acho que eu estava lado a lado com ele. Não é como se eu estivesse vindo do fundo fazendo maluquices. Eu já estava lado a lado e não havia espaço para contornar a curva."
 
"Precisamos agora ir e ver os comissários, eles vão decidir e espero que as coisas permaneçam como estão, como um incidente de corrida. Depois eu ainda passei a Toro Rosso. E foi fácil, porque eles estão muito lentos em reta, então usando a asa móvel foi o suficiente", emendou o espanhol, que chegou em quinto.

Os comissários de prova em Austin chegaram a investigar o episódio e, depois de conversarem com ambos os pilotos, decidiram não impor qualquer sanção pelo incidente. 

Por fim, Massa fez uma boa avaliação da corrida que estava tendo e exaltou o fato de a Williams ter conseguido reduzir a vantagem para a Force India. "Eu tive uma boa largada e a corrida estava sendo fantástica. Eu evitei acidentes na curva 1 e consegui ultrapassar dois carros. Nosso ritmo estava muito bom e eu consegui abrir uma vantagem para os carros atrás de mim. Então eu tive muito azar com o safety-car virtual, pois estava 9s na frente e Sainz Jr saiu na minha frente, ganhando muito tempo e pontos", afirmou.

"Ainda assim, terminamos em sétimo e diminuímos a diferença para a Force India, mas deveríamos ter conquistado mais. Agora é hora de pensarmos no México."