Massa destaca pista com “estilo mais antigo”. E Williams vê GP da China como chance real de entender hierarquia da F1

Felipe Massa revelou que gosta bastante do traçado de Xangai, onde a F1 chega neste fim de semana, e disse que a pista tem muitas características de circuitos mais antigos do calendário. Já a Williams espera que o GP da China apresente um cenário mais nítido da hierarquia de forças do grid

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A F1 desembarca neste fim de semana na China para a segunda etapa do campeonato, e a Williams espera, em uma pista mais convencional, ter a chance de saber em que posição realmente está frente às rivais. A equipe inglesa fechou o GP da Austrália, disputado há pouco menos de uma semana, na sexta colocação com Felipe Massa, enquanto o novato Lance Stroll não pode completar a prova. Agora, a meta é entender o desempenho geral. E o brasileiro também se disse ansioso por andar em um circuito com "um estilo mais antigo".

 
"É sempre bom ir para a China", afirmou o brasileiro. "É uma pista que realmente gosto muito. Tem estilo mais antigo, com curvas de alta velocidade e uma das retas mais longas da F1. É definitivamente um circuito divertido de se guiar", completou Massa, acrescentando também o entusiasmo da torcida chinesa. "Também adoro os fãs chineses. Eles são atenciosos e sempre ficam nos esperando no hotel. Estou ansioso por vê-los novamente", emendou.
 
Diretor-técnico da equipe inglesa, Paddy Lowe também lembrou as características do traçado de Xangai e acha que é um palco ideal para se entender um pouco da hierarquia de forças do grid em 2017. "O circuito de Xangai é o primeiro desta temporada em que teremos a chance de testar o desempenho geral do carro e, portanto, observar a nossa performance em relação aos demais carros dentro desse novo regulamento", explicou o inglês.
Felipe Massa (Foto: Divulgação)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"É uma grande pista com algumas curvas exigentes e de alta velocidade, além de uma longa reta, onde tradicionalmente é um bom lugar para se ultrapassar. Também é uma corrida importante para que possamos ver onde estamos no campeonato e que desafios teremos pela frente, dentro do nosso objetivo de continuarmos a melhorar e evoluir", completou o dirigente.

 
Por fim, o estreante Stroll admitiu que terá um pouco de trabalho, já que pouco conhece do traçado chinês. "Será a minha primeira vez na China. Não sei muito sobre o circuito. Fiz alguns trabalhos no simulador, mas ainda teremos de ver como será na realidade. Depois de Melbourne, que é uma pista muito estreita, acho que agora vou poder mudar um pouco a minha abordagem, porque agora há mais áreas de escape, e isso pode perdoar alguns erros. Dito isso, eu apenas quero me preparar da melhor forma possível para a corrida", concluiu.

O GP da China, o segundo do campeonato, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Xangai AO VIVO e em TEMPO REAL.

 PRÓXIMAS NOTÍCIAS >> 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube