F1

Massa encerra participação contente com consistência da Williams, mas consciente: Mercedes está muito à frente

Felipe Massa terminou em segundo o seu último dia de testes na pré-temporada da F1. O brasileiro exaltou a consistência e a confiabilidade do carro, mas reconheceu que a briga no momento está atrás da Mercedes

Warm Up, de Barcelona / Redação GP, de São Paulo
Felipe Massa fechou o penúltimo dia de testes coletivos da F1 na segunda colocação. O brasileiro da Williams ficou um pouco mais de 0s2 acima melhor tempo do dia, conquistado por Lewis Hamilton com os pneus macios. O paulista destacou a confiabilidade da Williams e a consistência do carro nas long-runs, mas garantiu que nada está garantido para a primeira prova do ano e que a disputa vai ser acirrada.
 
O brasileiro ressaltou o fato de a Williams ter, mais uma vez, passado das 100 voltas completadas e exaltou a consistência do carro do time de Grove.
 
“Tivemos outro bom dia com mais de 100 voltas completadas. Conseguimos completar nosso programa e, durante os três dias, o carro esteve muito confiável. Nossas long-runs foram muito positivas e o carro esteve consistente o tempo todo”, disse.
Felipe Massa exaltou a confiabilidade e a consistência do carro (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Para Massa, outras equipes também demonstraram potencial e a briga atrás da Mercedes vai ser apertada na Austrália.
 
“Nós não somos a única equipe que temos um carro rápido, a briga atrás da Mercedes vai ser bastante interessante. Agora eu preciso me concentrar para a abertura da temporada em Melbourne, estou bastante ansioso”, completou.
 
Massa conseguiu completar 102 voltas e, mesmo com os pneus supermacios, ficou 0s240 atrás de Hamilton.