Massa fala em falta de aderência com pneus novos no Q2: “Uma pena, porque o carro estava bom”

Eliminado no Q2, Felipe Massa largará em décimo no GP do Japão deste domingo. Piloto apresentava bom desempenho na tomada de tempos, mas caiu subitamente na classificação nos minutos finais da segunda parte do treino

Felipe Massa estava bem na tomada de tempos em Suzuka até os minutos finais do Q2. Quinto colocado após as primeiras voltas de cada piloto, ele não conseguiu melhorar seu tempo na segunda tentativa, com pneus macios, e foi tirado da fase final do classificatório nos instantes finais.

11º no resultado final do treino, Massa largará em décimo – ganhou uma posição com a troca de câmbio da Force India de Nico Hülkenberg. Após a eliminação prematura neste sábado (6), o piloto tinha uma fala tranquila, mas se mostrou decepcionado com a oportunidade perdida num dia em que o rendimento da F2012 o colocava entre os primeiros colocados.

O resultado de Massa deixou a desejar na classificação para o GP do Japão (Foto: Red Bull/Getty Images)

“A verdade é que eu estava muito contente com o carro em todas as voltas que eu dei e com todos os tipos de pneu que eu usei”, disse Massa, em entrevista à TV Globo.

“Acabei fazendo meu melhor tempo com [um jogo de] pneu mole usado. Parei, coloquei pneu novo, mole, e deveria melhorar pelo menos três ou quatro décimos, mas eu não consegui melhorar”, reconheceu.

“Desde a primeira curva eu não tinha grip”, relatou o brasileiro. “Não sei se tinha um problema com esse pneu, mas foi uma pena, porque o carro estava muito bom com todos os jogos de pneus que eu estava usando”, finalizou o piloto.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube