F1
27/02/2017 08:27

Massa revela teste com carro de 2014 no Bahrein para criar referências para Stroll: “Diferença entre F3 e F1 é muito grande”

De volta à F1, Felipe Massa revelou que foi ao Bahrein testar com Williams de 2014 para criar referências para Lance Stroll. Brasileiro destacou a importância destes testes prévios para o estreante, já que a diferença entre a F3 e o Mundial é bastante grande
Warm Up, de Barcelona / Redação GP, de São Paulo
 Felipe Massa testa o FW40, já com a 'asa T', em Barcelona (Foto: Twitter/Sky Sports)
 
Felipe Massa levou a sério a ideia de ajudar Lance Stroll em sua estreia na F1. De volta à Williams, o brasileiro revelou que esteve no Bahrein para testar o carro de 2014 e criar referências para o novo companheiro de equipe.
 
Falando à TV Globo, Massa contou que guiou o bólido de 2014 em janeiro para ajudar Stroll em sua preparação para a estreia na F1.
Felipe Massa testou carro de 2014 para criar referências para Lance Stroll (Foto: PA Images)

“Eu fui ao Bahrein e guiei um dia para criar referências para ele e para o time”, revelou Massa. “Ele é muito afortunado por poder testar antes destes testes, o que é muito difícil atualmente na F1, e, especialmente, é importante, porque este ano a diferença entre a F3 e a F1 é muito grande”, ponderou.
 
“Eu o conheci quando ele tinha 8 anos e sei bastante sobre o pai dele também. Saber que este garoto hoje é meu companheiro de equipe é muito satisfatório para mim”, comentou.
 
Além disso, Felipe avaliou que os testes em Barcelona não darão uma ideia precisa da ordem de forças da F1, o que só deve acontecer no GP da Austrália, primeira prova do ano. 
 
“A Mercedes é muito bonita de se ver”, disse Massa. “Em Melbourne teremos uma ideia melhor, mas aqui podemos ter já alguma ideia”, seguiu.
 
Por fim, Massa voltou a falar sobre a suspensão de sua aposentadoria e ressaltou que tudo mudou com uma ligação de Claire Williams, a chefe do time de Grove.
 
“Quando eu anunciei minha aposentadoria, disse que estava saindo porque não queria correr em uma equipe pequena, sem recursos. Tudo mudou quando a Claire me ligou”, recordou.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a primeira sessão de pré-temporada em Barcelona com os repórteres Thiago Arantes e Evelyn Guimarães e o fotógrafo Arnau Puig.
 
PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1