F1

Massa se despede da Williams em Abu Dhabi e torce para que substituto “seja bom e tenha talento”

De saída da F1 e da Williams, Felipe Massa lamentou a decisão da equipe de não optar por sua permanência no ano que vem. Quanto ao seu sucessor, o brasileiro só torce para que o talento prevaleça em relação a outros interesses. O Diário Motorsport e o GRANDE PRÊMIO informam que Robert Kubica vai ser o novo piloto do time no lugar de Massa em 2018
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Felipe Massa (Foto: Williams)

Felipe Massa saiu de cena na F1 mostrando que poderia continuar. Com um carro que foi superado pela Renault e até pela McLaren na reta final da temporada, o brasileiro somou pontos nas últimas etapas de 2017 e se despediu com o décimo lugar no GP de Abu Dhabi, no último domingo (26). Agora é chegada a hora de buscar novos horizontes, na carreira e na vida. Mas Felipe se preocupa com a Williams e torce para que seu sucessor tenha talento e capacidade para suprir sua ausência.
 
Em entrevista coletiva pouco após a prova em Yas Marina, o piloto de 36 anos disse que só deseja que seu substituto seja “bom e tenha talento”. 
 
“Tenho certeza de que eles precisam ter um bom piloto para me substituir. Do contrário, não vai ser muito bom. Se a equipe não pode ver o que eu posso fazer... às vezes o talento não conta na comparação com outras coisas. É assim que as coisas são às vezes. Infelizmente, pode ser uma pena para a F1”, disse Felipe, que sabe quem vai ocupar seu lugar no ano que vem.
Felipe Massa saiu de cena da F1 neste fim de semana (Foto: Williams)
 Embora o anúncio oficial ainda não tenha sido feito, o Diário Motorsport, parceiro do GRANDE PRÊMIO, informou na semana passada que Robert Kubica foi o escolhido para substituir Massa na Williams. O polonês, inclusive, vai pilotar pela primeira vez o FW40 nesta semana, entre terça e quarta-feira nos testes de pneus que a Pirelli vai promover em Abu Dhabi.
 
De qualquer forma, ainda que tenha expressado o desejo de continuar, Massa se despede em definitivo da F1 com o sentimento de dever cumprido. “Foi um grande prazer estar aqui por 16 anos. Tenho tanta sorte por ter passado por tudo isso durante muito tempo, correndo contra grandes equipes, contra os melhores pilotos do mundo”.
 

“Então, muito obrigado a todos vocês que me acompanharam e torceram por mim durante esse tempo todo, minha família, e tenho muita sorte por ter tudo isso em minha vida. Foi um grande prazer”, comentou o dono de 11 vitórias, 16 poles, 15 voltas mais rápidas, 41 pódios em 269 GPs e o vice-campeonato na temporada 2008.
 
Massa vai deixar saudades para seus membros mais próximos da Williams. Entre eles, seu grande amigo desde os tempos de Ferrari, o engenheiro britânico Rob Smedley. “Ele levou muito azar, deveria ter vencido uma corrida neste ano, no Azerbaijão. A cada fim de semana, confiamos nele. E ter um piloto como ele, que é amado pela equipe, amado pelo paddock e que ainda está no topo da competitividade... não há melhor maneira de se aposentar”.
“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1