Massa segue sem entender dificuldades da Williams na chuva: “Ainda não descobrimos”

Bastou vir água que a Williams mostra seu lado 'Cascão'. A equipe estava brigando de igual para igual com a Mercedes pelas duas primeiras posições no GP da Inglaterra do último domingo, mas, na chuva, perdeu muito rendimento. Felipe Massa disse que faz dois anos que o time tenta entender os motivos

A perda de desempenho da Williams no piso molhado ainda é algo que intriga Felipe Massa e o resto da equipe. O brasileiro estava bem posicionado para terminar o GP da Inglaterra em segundo lugar no último domingo, mas caiu para quarto depois que começou a chover em Silverstone.
 
Se a perda do pódio também está relacionada à parada tardia para troca de pneus, a perda de rendimento do carro 'Cascão' fica evidente pela tabela de tempos, como destacou Massa.
Felipe Massa liderou toda a primeira parte da corrida. Na chuva, caiu de segundo para quarto (Foto: AP)
“Há dois anos que estamos tentando entender por que não somos rápidos na chuva, o que não é legal. Você vê a diferença nos tempos de volta. Estávamos talvez brigando com a Mercedes, eles eram 0s1, 0s2 mais rápidos que a gente com a pista limpa, não mais do que isso. Na chuva, eram coisa de 2s mais rápidos”, observou.
 
Embora ele veja o carro deste ano como uma evolução do modelo do ano passado, ainda falta descobrir a verdadeira razão da dificuldade no molhado. “Ano passado, era muito ruim na chuva, e neste ano, também, então ainda não sabemos. Faz tempo que estamos analisando, mas ainda não descobrimos. Somente perdemos aderência. Tem algo acontecendo”, completou.
 
Massa está em sexto no Mundial de Pilotos com 74 pontos, três a menos que Valtteri Bottas, que chegou em quinto no GP da Inglaterra. O campeonato continua no dia 26 de julho, na Hungria.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube