Massa vê novos carros da F1 como fator para acidentes de Stroll: “Teria sido mais fácil estrear ano passado”

Felipe Massa acredita que os acidentes de Lance Stroll são normais para um piloto de 18 anos que tenta domar os carros de F1 mais velozes dos últimos tempos. O brasileiro pede que o público dê “tempo e tranquilidade” ao canadense

 
Felipe Massa se solidariza com o início difícil da jornada de Lance Stroll na F1. O brasileiro não acredita que os acidentes que marcaram a primeira semana de testes em Barcelona – primeiro a rodada em alta velocidade, depois a pancada contra a barreira de pneus – são consequência exclusiva de problemas na pilotagem do canadense. De acordo com Massa, é uma infelicidade que Stroll tenha assinado com a Williams justamente em um ano de mudanças tão severas nos carros de F1.
 
“Teria sido mais fácil estrear ano passado, quando tinha menos downforce e o físico não era tão exigido. Esses são os aspectos mais complicados”, opinou Massa. “Esse não é um carro fácil de pilotar. Eu compreendo que para um piloto jovem essa não é uma situação fácil, me lembro da quantidade de erros eu cometia quando eu tinha 18 anos. Não podemos esquecer que Lance é jovem e ainda tem um grande caminho pela frente”, completou.
 
Apesar da quantidade de acidentes causados, Stroll chegou ao grid da F1 com boa reputação. O jovem piloto foi campeão da F3 Europeia com sobras em 2016, temporada em que chegou perto da perfeição.
Felipe Massa e Lance Stroll (Foto: PA Images)
Hoje, mesmo errando bastante, Stroll não é visto como culpado único pelos contratempos da Williams. Massa opina que a equipe falhou ao não trazer peças sobressalentes para Barcelona.
 
“Se formos ver o que aconteceu semana passada, não foi só culpa dele. A equipe não tinha peças reservas e, se tivesse, provavelmente daria para completar o cronograma. Sempre é possível errar. Eu também escapei da pista, e fiquei rezando para não ter quebrado nada. Deu tudo certo, mas poderia ter comprometido o dia. Não podemos começar a criticar o Lance sem antes dar tempo e a tranquilidade necessária”, finalizou.
 

GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a segunda sessão de pré-temporada em Barcelona com o repórter Thiago Arantes e o fotógrafo Arnau Puig. Acompanhe AO VIVO e em TEMPO REAL.

PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube