Verstappen mantém cautela e diz que Red Bull “ainda precisa buscar melhorias no carro”

Apesar dos 46 pontos de vantagem na liderança do Mundial 2022 da F1, Max Verstappen acredita que a Red Bull ainda tem o que melhorar. O holandês citou o exemplo do GP do Canadá, em que a Ferrari foi mais rápida na corrida

A sexta vitória em nove corridas disputadas até o momento em 2022 deu a Max Verstappen uma confortável liderança: já são 46 pontos de vantagem sobre o vice-líder, o companheiro de equipe Sergio Pérez, e 49 para Charles Leclerc, rival da Ferrari. Mas o holandês acredita que ainda é cedo para apontar a Red Bull como favorita, uma vez que o RB18 ainda necessita melhorar em algumas áreas.

No Canadá, palco da última etapa da temporada, Verstappen precisou se defender dos ataques de Carlos Sainz, que tentou de todas as formas ultrapassar o atual campeão do mundo e só não conseguiu porque, de acordo com o espanhol, ventava muito na reta principal e havia muito pouco DRS.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Verstappen sobrou na classificação, mas teve trabalho com Sainz na corrida no Canadá (Foto: Red Bull Content Pool)

“Ainda temos um caminho muito longo. Sei que a diferença é muito grande, mas também sei que tudo pode mudar muito rapidamente”, disse Verstappen, lembrando, em seguida, que ele já esteve exatamente na mesma situação: após o segundo abandono em três corridas, saiu da Austrália, terceira corrida do ano, 46 pontos atrás de Leclerc.

“Precisamos manter a calma e nos concentrar, e precisamos melhorar. Hoje [domingo passado, dia do GP do Canadá] não fomos os mais rápidos”, frisou o #1. “No fim de semana passado [em Baku], parecíamos bem na corrida, e agora não estávamos tanto assim, mas ainda conseguimos vencer. É uma qualidade, e só temos de trabalhar em conjunto com toda a equipe para tentar buscar pequenas melhorias no carro”, completou.

Depois de um início complicado, a Red Bull conseguiu emplacar uma sequência de seis vitórias e agora vê a rival italiana sofrer com problemas de confiabilidade. Foram, até o momento, duas quebras de Leclerc por problemas no motor, tanto que a equipe optou por trocar toda a unidade de potência do carro #16 para o Canadá. O monegasco largou do fundo do grid como punição.

Ao comentar o desempenho da Ferrari nos fins de semana, Verstappen acredita que o visto até o momento mostra que ainda há um equilíbrio muito forte. “Não acho que eles sempre foram mais rápidos no sábado e mais lentos no domingo. Acho que em Barcelona, eles também foram rápidos na corrida, e houve outras assim.”

“Oscila um pouco. Precisamos entender, claro. Também choveu no sábado, e talvez isso não tenha nos ajudado no domingo, com a pista menos aderente. Mas é o que temos de analisar. Talvez o traçado, as zebras, seja o que for. Vamos analisar isso, mas é difícil explicar agora por que eles foram mais rápidos que nós na corrida”, finalizou o representante da Red Bull.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar