Verstappen recorda relação com família Schumacher e vê Mick “em posição difícil”

Max Verstappen e Mick Schumacher se conhecem desde os tempos de infância, quando os pais corriam na Fórmula 1. Para o holandês, o peso do sobrenome será uma dificuldade ao alemão

Max Verstappen e Mick Schumacher compartilharão o grid da Fórmula 1 pela primeira vez em 2021. O holandês da Red Bull aproveitou para relembrar a relação de infância que teve com o jovem alemão.

Jos Verstappen e Michael Schumacher, pais de Max e Mick, respectivamente, foram companheiros de equipe na Benetton em 1994 e mantiveram uma relação de amizade nos anos seguintes, que envolviam atividades entre as duas famílias.

“Eu tinha três ou quatro anos na época. Mick e Gina [irmã do alemão] sempre estavam lá. Era ótimo. Ainda tenho memórias positivas daqueles finais de semana”, declarou ao site alemão F1 Insider.

Max Verstappen celebra a vitória em Abu Dhabi, a última da temporada 2020 da F1 (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Max também relembrou a relação com o heptacampeão Michael Schumacher, que desde o fim de 2013 se recupera de um acidente grave na estação de esqui de Méribel, nos Alpes Franceses.

“Apenas o conhecia como ‘tio Michael’. Ele era bem legal e um cara de família, nunca o via como recordista e campeão mundial. Não sabia daquilo. Você pode ter pelas fotos antigas e vídeos em casa”, seguiu.

Em 2021, Mick estreia na Fórmula 1 pela Haas. Para Max, o peso do sobrenome Schumacher é muito mais influente para o jovem piloto, mas acredita no sucesso do campeão da temporada 2020 da Fórmula 2.

“É diferente para o Mick em relação a mim. O pai dele é o recordista campeão mundial, com sete títulos. É uma posição difícil de começar, mas ele vive em bom ambiente. Boas pessoas cuidam dele”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube