Verstappen sobe tom nas críticas a novo formato da sprint: “Emoções artificiais”

Bicampeão mundial teceu críticas ainda mais ferrenhas às corridas sprint na temporada 2023 da F1. Max vê entretenimento como importante, mas aponta que a categoria perde seu DNA com esta nova configuração de prova

Max Verstappen falou ainda mais grosso nas críticas feitas às corridas sprint da Fórmula 1. Neste sábado (29), a categoria estreou uma configuração diferente para as provas curtas, com classificação e prova como eventos autônomos e, para o bicampeão mundial, o formato deveria ser completamente descartado.

O holandês terminou a corrida curta no Azerbaijão na terceira colocação, atrás de Sergio Pérez e Charles Leclerc. E ainda travou uma briga ferrenha com George Russell, que deixou danos ao RB19 e gerou uma discussão entre os dois ao final da sprint.

Relacionadas


Perguntado novamente sobre o que achou da sprint na coletiva de imprensa em Baku, Verstappen foi enfático. “Apenas descarte tudo. Acho importante voltar ao que tínhamos e garantir que todos os times possam lutar pela vitória, é isso que temos de almejar ao invés de implementar emoções artificiais.”

Verstappen fechou a corrida sprint no Azerbaijão em terceiro (Foto: Red Bull Content Pool)

Max seguiu com as críticas e deixou mais uma vez claro seu descontentamento em ter que participar desta nova busca para competir na corrida sprint. “Fiquei entendiado durante a classificação de hoje. Pensei ‘meu Deus, mais uma classificação’. Simplesmente não gosto disso. Não é uma corrida adequada e, sim, um jogo que teria mais sucesso em Las Vegas se estivesse no cassino”.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

O bicampeão pela Red Bull se vê como um piloto puro e se colocou como um opositor ferrenho às corridas sprint da F1 há muito tempo, afirmando que o formato vai contra o DNA da categoria.

“Gosto de correr, é importante ter entretenimento, mas acho que se todos os carros estiverem próximos o suficiente, é melhor. Parece uma partida de futebol, em que você está vencendo por 3 a 0 e, do nada, muda-se para um jogo zero a zero e começa de novo. Acho isso desnecessário”, ressaltou Verstappen.

Vencedor em Baku, Pérez gostaria de três ou quatro corridas sprint na F1 (Foto: Red Bull Content Pool)

Pérez e Leclerc também viram questões a serem resolvidas para as próximas corridas sprint da temporada. Ambos lembraram que Lando Norris não pôde usar um novo jogo de pneus durante o Q3 deste sábado e, na visão deles, fica ruim para o show.

“Não queremos que isso se torne um fim de semana padrão. Para os fãs, é importante que vejam como crescemos durante as sessões e é assim que deve permanecer. Se tivermos três ou quatro provas como esta e, corrigindo detalhes como o tempo e uso de pneus, pode ser uma boa”, disse Pérez.

Pole-position em Baku, Charles deixou claro que não odiou esta nova configuração de corrida, mas crê que a pressão sobre os pilotos vai aumentar consideravelmente, porque somente durante o TL1 é que vão poder cometer erros.

Charles Leclerc crê que novo jogo de pneus seria benéfico às corridas sprint (Foto: AFP)

“Cada volta que você faz é muito importante e, com menos preparação, as simulações de corrida são extremamente importantes. Por mim, mudaria a regra dos novos pneus macios no SQ3, foi uma pena não ver Lando [Norris] na pista porque faltou um novo jogo de compostos”, completou Leclerc.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP do Azerbaijão de Fórmula 1. No domingo, a largada está marcada para as 8h (de Brasília, GMT-3).

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.