F1

McLaren acaba com mistério e informa que Alonso deixa F1 no fim da temporada 2018

Fernando Alonso está fora da F1 em 2019. Sem revelar ainda qual será seu próximo destino, a McLaren confirmou a saída do espanhol ao final da temporada 2018, abrindo caminho para uma possível ida para a Indy
Warm Up / GABRIEL CURTY, de São Paulo / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 Fernando Alonso (Foto: McLaren)
Um dos maiores - e mais esperados - movimentos no mundo do automobilismo foi confirmado nesta terça-feira (14). Após meses de suspense e rumores, Fernando Alonso confirmou em suas redes sociais que vai deixar a F1 ao final da temporada 2018.

O bicampeão do mundo, no entanto, ainda não confirmou qual será seu destino em 2019, mas abre caminho para uma possível ida para a Indy. Em sua fala, Alonso se despediu da F1 e também da McLaren.
 
“Após 17 anos maravilhosos nesse esporte incrível, chegou a hora de mudar e seguir em frente. Aproveitei cada minuto nessas temporadas incríveis e não posso agradecer o suficiente às pessoas incríveis que contribuíram para que fosse tão especial. Ainda temos alguns GPs nessa temporada, que vou disputar com o comprometimento e a paixão de sempre. Veremos o que o futuro vai trazer. Novos desafios animadores estão logo ali. Estou em um dos momentos mais felizes da minha vida, mas preciso seguir em frente e explorar novas aventuras”, disse Alonso no comunicado liberado pela McLaren.
Fernando Alonso está fora da F1 em 2019 (Foto: McLaren)
Também na disputa da atual temporada do Mundial de Endurance, Alonso nunca escondeu o desejo de conquistar a Tríplice Coroa. E para isso só falta justamente a Indy 500, já que GP de Mônaco e 24 Horas de Le Mans já foram garantidas, a segunda ainda este ano.

“Quero agradecer a todos os membros da McLaren. Meu coração fica com a equipe para sempre. Eu sei que eles vão voltar a ser fortes no futuro e esse poderia ser o momento certo para voltar ao campeonato. Isso me deixaria muito feliz. Construí tantas relações com tantas pessoas fantásticas e isso me permitiu expandir horizontes e competir em outros campeonatos. Me sinto um piloto mais completo do que nunca. Tomei essa decisão alguns meses atrás e foi com convicção. De qualquer maneira, agradeço Chase Carey e Liberty Media pelos esforços para me fazer mudar de ideia, assim como todos que entraram em contato nesse tempo. Por fim, agradeço ex-equipes, companheiros, competidores, colegas, parceiros, jornalistas e todos que me ajudaram na minha carreira na F1, mas especialmente os fãs ao redor do mundo. Tenho certeza de que nossos caminhos vão voltar a se cruzar”, completou o asturiano.

Logo após o comunicado oficial da McLaren, Alonso usou suas redes sociais para postar um vídeo sobre a F1. Em um minuto, o espanhol se declarou para a categoria e agradeceu pelos 17 anos vividos no topo do automobilismo mundial.
 


Alonso deixa a F1 após 17 temporadas, com bicampeonato entre 2005 e 2006 com a Renault e mais três vices com a Ferrari, além de um terceiro lugar na primeira passagem da McLaren com chances de título até a final.

“Fernando não só é um embaixador fora de série da McLaren, como também da F1. Foram 17 anos no esporte, podendo ser considerado o grande piloto da sua geração e certamente um dos grandes da F1. Sempre chega o momento de mudar e Fernando tomou a decisão de que essa é sua última temporada. Respeitamos a decisão, embora achemos que ele está na melhor forma da carreira”, comentou Zak Brown, chefe da McLaren.

Como a realidade na McLaren em 2018 não parece ser de pódios e, muito menos, poles e vitórias, Fernando deve sair da F1 com 22 poles, 32 triunfos e ainda 97 pódios, além, é claro, do bicampeonato mundial.

Em 2018, Fernando vive mais um campeonato complicado como foram os outros três na segunda passagem pela McLaren. Em nono na classificação, o máximo que o espanhol pode beliscar é o título não-oficial da 'F1 B', mas está oito pontos atrás de Nico Hülkenberg nas férias.