F1

McLaren de Senna, Renault turbo e Stroll errando zerinho: F1 vive dia diferente com evento no centro de Londres

Tentando se aproximar do público, a F1 promoveu um evento diferente. Na Trafalgar Square, praça no centro de Londres, pilotos da categoria conduziram carros do passado e do presente. Quase tudo deu certo. Quase: Lance Stroll errou um zerinho, enquanto a Mercedes de Valtteri Bottas quebrou

Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre

Dia de semana também pode ser um bom dia para a F1. Nesta quarta-feira (12), pilotos e equipes da categoria se reuniram no centro de Londres para um evento especial: a categoria promoveu uma demonstração aberta ao público na Trafalgar Square, famosa praça da cidade.
 
Os carros foram os mais diversos. Dois eram históricos: a Renault de 1978, primeiro carro turbo da F1, pilotado por René Arnoux; e a McLaren de 1991, campeã com Ayrton Senna e pilotado por Stoffel Vandoorne. Dentre os carros recentes, alguns ainda traziam o alto barulho dos motores V8, usados até 2013.
 
No fim das contas, quase tudo deu certo. Quase: Lance Stroll pagou mico ao tentar dar um zerinho e deixar a Williams morrer – duas vezes. Pouco depois, a Mercedes de Valtteri Bottas teve problemas e ficou parada nas ruas de Londres.
Lance Stroll não conseguiu fazer um zerinho (Foto: Reprodução/YouTube)

O evento foi transmitido ao vivo através de YouTube e Facebook. Em um, 35 mil pessoas chegaram a acompanhar ao mesmo tempo. No outro, o número ficou na casa dos 5 mil.
 
Ao todo, 19 dos 20 pilotos do grid atual estiveram nas ruas de Londres. A única exceção foi Lewis Hamilton, que optou por aproveitar um dia de folga às vésperas do GP da Inglaterra, marcado para este fim de semana, no tradicional circuito de Silverstone.

Stoffel Vandoorne com a McLaren de 1991

René Arnoux com a Renault de 1978
MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS