McLaren descarta preocupação com confiabilidade do MP4-27 e mira vitória no Circuito das Américas

Jonathan Neale, diretor da McLaren, minimizou o abandono de Lewis Hamilton em Abu Dhabi e disse que a equipe está tranquila quanto à confiabilidade do MP4-27. A meta é a vitória em Austin, no próximo domingo

A McLaren dominou como quis o fim de semana do GP de Abu Dhabi. Com Lewis Hamitlon, a equipe britânica liderou dois dos treinos livres, conquistou a pole-position com facilidade em Marina de Yas e rumava para uma vitória tranquila na noite dos Emirados Árabes. Mas uma falha mecânica impediu o triunfo que parecia certo no deserto, como também parecia certo em Cingapura, em setembro. A derrota na cidade-estado veio da mesma forma que em Abu Dhabi, com Hamilton parando por conta de uma falha mecânica.

Mas segundo Jonathan Neale, não há motivos para preocupação em Woking. Pelo contrário. A McLaren acredita que tem totais condições de repetir o domínio de Marina de Yas e deixar o Texas, onde será disputado o GP dos Estados Unidos, com uma vitória para marcar a reação do time na reta final da temporada.

A McLaren está pronta para a disputa do GP dos Estados Unidos (Foto: Circuit of the Americas)

“A falha que tivemos em Abu Dhabi foi muito dolorosa”, afirmou o diretor da McLaren em entrevista ao site da F1. Contudo, na visão do britânico, o desempenho e a confiabilidade mostrada pelo MP4-27 nos testes com novatos, em Abu Dhabi, não deixam motivos para preocupação.

“Dito isso, acabamos de completar 1.500 km sem problemas com o mesmo carro no teste [com jovens pilotos] na semana passada. Então, sim, estamos muito atentos ao Mundial de Construtores, mas ainda estamos trazendo atualizações de desempenho para este GP. Não vamos adotar uma estratégia excessivamente cautelosa, mas nós seremos muito aplicados”, garantiu Neale, ansioso para ver o que a McLaren pode fazer em Austin neste fim de semana.

“É sempre muito legal ir para um novo circuito, mas este, em particular, parece ter sido muito bem pensado”, elogiou o britânico. “Vi as simulações e, definitivamente, a mudança no relevo do circuito e a forma como algumas curvas foram desenvolvidas, com alguns pontos cegos, fará com que algumas corridas sejam muito emocionantes”, destacou.

“A sequência de curvas é muito parecida com o circuito de Suzuka, parece muito desafiadora tecnicamente, então acho que um ponto será interessante para os pilotos aprenderem na sexta-feira”, salientou Neale, deixando claro que espera uma dura batalha pela ponta do GP dos Estados Unidos, mas que o objetivo principal da McLaren é a vitória em Austin. “Espero que os mesmos de sempre fiquem na frente. Claramente é um campeonato muito apertado, muito disputado, e com algumas belas batalhas do começo ao fim do grid. Mas esperamos e desejamos fazer um bom trabalho e ganhar a corrida”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube